Como o MEO foi subindo e a TMN caindo, nos últimos anos


 

Segundo o estudo Publivaga da Marktest, o MEO foi em 2013 a marca mais recordada pelos portugueses, em todos os sectores. E, nas redes sociais, foi a terceira marca mais mencionada, atrás da Apple e da Google. TMN? Nem vê-la.

Desde o lançamento em 2008, o MEO tem-se mantido forte no mercado das telecomunicações em Portugal, destacando-se da TMN, da Sapo e também da ZON, da Optimus e da Vodafone.

Se em 2007, a PT foi a marca com maior recordação espontânea (com 3,7 rating), seguida da TMN (com 3,6 rating); hoje o MEO tem uma recordação espontânea de 7,0, ocupando o pódio, com a TMN em 10º lugar com 1,3. (A PT deixou de ser utilizada como marca comercial; em 2007/08, estava associada ao telefone fixo.)

recordacao_meotmn

E, de acordo com os dados do Social Media Explorer da Marketest relativos a 2013, o MEO foi a terceira marca mais comentadas nas redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube, blogs, RSS e fóruns) – 3,2% do total de menções. A Apple e a Google aparecem nos primeiros dois lugares do pódio com, respectivamente, 12,0% e 4,9% do total de referências.

Amanhã, Zeinal Bava subirá ao palco para anunciar o fim da TMN e a transferência do negócio desta para a MEO, e os portugueses não darão por nada.

Na verdade, a TMN pouca relevância tem hoje. E não são precisos estudos para o dizer. A publicidade na TV é muito pouca, a presença nas redes sociais é igualmente reduzida. O festival Sudoeste é MEO, bem como a rádio. O Pavilhão Atlântico foi apelidado de MEO Arena, existe o MEO Cloud, o MEO Go!… E o M4O, apresentado a 11 de Janeiro de 2013, tem MEO no nome.

Nos estádios de futebol e nas camisolas dos jogadores, a TMN foi substituída pela MEO e pela Moche, outra marca que, apesar de ter nascido da TMN, ganhou independência.

Gostaste do que leste? Quanto vale conteúdo como este?

Trabalhamos todos os dias para te trazer artigos, ensaios e opiniões, rigorosos, informativos e aprofundados; se gostas do que fazemos, apoia-nos com o teu contributo.