Papa Francisco: “a Internet é uma dádiva de Deus”


 

“A Internet pode oferecer mais possibilidades de reencontro e de solidariedade entre todos, o que é uma coisa boa, uma dádiva de Deus”, referiu o Papa Francisco, esta quinta-feira, numa mensagem escrita. O Papa adverte, todavia, que a Internet pode criar obstáculos à comunicação pessoal no mundo físico.

O Papa Francisco – que no Twitter é seguido por mais de 10 milhões de pessoas – expressou a sua opinião sobre a Internet esta quinta, numa mensagem escrita, a propósito do 48º Dia da Comunicações Social, uma celebração da Igreja Católica, que acontece anualmente por ocasião da festa de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas.

Na mensagem, o Papa Francisco mostrou-se confiante quanto ao fenómeno das redes sociais, e afirmou que “a Internet pode oferecer mais possibilidades de reencontro e de solidariedade entre todos, o que é uma coisa boa, uma dádiva de Deus”. O Papa disse ainda que a Internet oferece infinitas possibilidade de encontrar pessoas de diferentes culturas, e de mostrar solidariedade para com elas.

Todavia, o Papa não esquece os perigos deste meio, lembrando que a exclusão, a desorientação, acondicionamento, a doença, a ignorância do outro podem existir também online. “O desejo de estar permanentemente online pode acarretar o isolamento das outras pessoas. Os contactos em pessoa na altura das tecnologias digitais são como um bálsamo ou um bom vinho, que faz bem ao coração”, refere.

É interessante comprovar que a visão da Igreja Católica – por vezes, muito conservadora relativamente a assuntos mais modernos – não é de todo retrógrada quanto à Internet. Na verdade, ela tem uma presença muito significativa online. O Papa Francisco, por exemplo, tem mais de 10 milhões de seguidores no Twitter.

Gostaste do que leste? Quanto vale conteúdo como este?

Trabalhamos todos os dias para te trazer artigos, ensaios e opiniões, rigorosos, informativos e aprofundados; se gostas do que fazemos, apoia-nos com o teu contributo.