“Sem autocarros, carros ou stress” – SkyCycle, a utopia dos ciclistas


Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

O projeto do arquiteto Norman Foster passa por construir, em Londres, uma rede com mais de 220 quilómetros de ciclovias acima das linhas ferroviárias existentes. Se aprovada, esta ideia poderá vir a custar 240 milhões de euros e estima-se que demorará cerca de 20 anos a completar.

Lord Foster diz que “ao usar corredores acima das linhas ferroviárias conseguiríamos criar uma rede de ciclovias de primeira qualidade, seguras e livres de carros, que estão idealmente localizadas para pessoas que percorrem longas distâncias diariamente entre casa e o trabalho.”

Cada uma das 10 vias teria 15 metros de largura, permitindo acomodar 12,000 ciclistas por hora e diminuir o tempo de deslocação em aproximadamente 30 minutos.

Podendo ser acedidas por mais de 200 pontos de entrada, esta é uma tentativa de encontrar espaço numa cidade tão congestionada como Londres é. Numa primeira fase pretende-se ligar a zona Este de Londres à Liverpool Street Station.

Desenvolvido pela firma de paisagismo Exterior Architecture em parceria com a Foster + Partners e a Space Syntax, a rede de ciclovias proposta serviria uma área de 6 milhões de pessoas, metade das quais vivem e trabalham a 10 minutos de uma das entradas.

O porta-voz da Network Rail, autoridade responsável pela rede ferroviária do Reino Unido, apoia o plano e garante manter a ligação com todos os envolvidos enquanto o plano se desenvolve.

O projeto é inovador e ambicioso, sim, mas não se fica por aqui. Segundo Sam Martin, da Exterior Architecture,: “O sonho seria poder acordar em Paris, pedalar até à Gare du Nord, apanhar o comboio para Stratford e pedalar diretamente até ao centro de Londres em minutos, sem ter de preocupar com camiões ou autocarros”.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.