“Sem autocarros, carros ou stress” – SkyCycle, a utopia dos ciclistas


 

O projeto do arquiteto Norman Foster passa por construir, em Londres, uma rede com mais de 220 quilómetros de ciclovias acima das linhas ferroviárias existentes. Se aprovada, esta ideia poderá vir a custar 240 milhões de euros e estima-se que demorará cerca de 20 anos a completar.

Lord Foster diz que “ao usar corredores acima das linhas ferroviárias conseguiríamos criar uma rede de ciclovias de primeira qualidade, seguras e livres de carros, que estão idealmente localizadas para pessoas que percorrem longas distâncias diariamente entre casa e o trabalho.”

Cada uma das 10 vias teria 15 metros de largura, permitindo acomodar 12,000 ciclistas por hora e diminuir o tempo de deslocação em aproximadamente 30 minutos.

Podendo ser acedidas por mais de 200 pontos de entrada, esta é uma tentativa de encontrar espaço numa cidade tão congestionada como Londres é. Numa primeira fase pretende-se ligar a zona Este de Londres à Liverpool Street Station.

Desenvolvido pela firma de paisagismo Exterior Architecture em parceria com a Foster + Partners e a Space Syntax, a rede de ciclovias proposta serviria uma área de 6 milhões de pessoas, metade das quais vivem e trabalham a 10 minutos de uma das entradas.

O porta-voz da Network Rail, autoridade responsável pela rede ferroviária do Reino Unido, apoia o plano e garante manter a ligação com todos os envolvidos enquanto o plano se desenvolve.

O projeto é inovador e ambicioso, sim, mas não se fica por aqui. Segundo Sam Martin, da Exterior Architecture,: “O sonho seria poder acordar em Paris, pedalar até à Gare du Nord, apanhar o comboio para Stratford e pedalar diretamente até ao centro de Londres em minutos, sem ter de preocupar com camiões ou autocarros”.

Gostaste do que leste? Quanto vale conteúdo como este?

Trabalhamos todos os dias para te trazer artigos, ensaios e opiniões, rigorosos, informativos e aprofundados; se gostas do que fazemos, apoia-nos com o teu contributo.