Este é o Gear Fit, a pulseira inteligente da Samsung


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

A Samsung apresentou 3 aparelhos wearable neste MWC. Um deles é a versão 2 do Galaxy Gear; o outro é uma versão mais desportiva do smartwatch, chama-se Gear 2 Neo; e o último é uma pulseira, o Gear Fit.

Já lá vamos à pulseira. Antes os relógios…

Quer o Gear 2, quer o Gear Neo funcionam com os smartphones Samsung, quer seja o recém apresentado S5, quer seja o bem sucedido S4. Os relógios têm um ecrã de 1,65 polegadas Super AMOLED, com uma resolução 320 x 320 pixels, um processador 1.0 GHz dual core e um microfone. O Gear 2 tem uma câmara de 2.0 megapixels com auto-focus que grava vídeo 720p; o Gear 2 Neo não tem qualquer câmara.

samsunggear2neo_mwc14_01

samsunggear2neo_mwc14_02

samsunggear2neo_mwc14_03

Nos Gear 2 é possível receber chamadas e mensagens, por exemplo, tal como a primeira geração. Mas agora os smartwatches também operam como um leitor MP3 independente, no qual é possível alojar música e reproduzi-la, sem ser necessário ter o S4 ou o S5 ao pé. Os Gear 2 podem ser ligados a umas colunas ou a uns auscultadores por Bluetooth.

samsunggear2_mwc14_01

samsunggear2_mwc14_02

samsunggear2_mwc14_03

samsunggear2_mwc14_04

Os relógios têm ainda sensores de batidas cardíacas, pedómetros e monitorizadores de sono. Há também um acelerómetro e um girosópio. O sistema operativo que correm é o Tizen OS, já não é o Android, mas a interface continua semelhante à da geração anterior.

A Samsung não se ficou pelos relógios. Lançou também o Gear Fit, uma pulseira que tem o mesmo pedómetro, o mesmo sensor de batidas cardíacas, o mesmo monitorizador de sono, o mesmo acelerómetro e o mesmo giroscópio que os Gear 2. Também é possível receber nele notificações de mensagens, de chamadas, de e-mails e de apps. Mas é mais leve e mais simples. O Gear Fit incluí ainda um temporizador e um relógio.

samsunggearfit_mwc14_02

samsunggearfit_mwc14_03

Com o Gear Fit também é possível interagir com os smartphones, nomeadamente para receber ou rejeita chamadas, bem como para enviar respostas pré-definidas as mensagens recebidas.

Ao contrário da SmartBrand da Sony, o Gear Fit é mais um acessório do smartphone do que um aparelho próprio. E funciona apenas com alguns aparelhos Samsung (não com de outras marcas), como o Note 3, o S4 ou o novíssimo S5.

samsunggearfit_mwc14_04

samsunggearfit_mwc14_05

samsunggearfit_mwc14_06

Disponível em várias cores, o Gear Fit é confortável no pulso. Tem um look mais premium que a Sony SmartBrand, mas é menos interessante que ela. Na verdade, a SmartBrand consegue conectar-se a uma variedade de aparelhos, Sony ou não, contruíndo um registo impressionante (e ao mesmo tempo assustador) da vida física e social do utilizador.

O Gear Fit é focado mais no fitness. A pulseira consegue, por exemplo, monitorizar a pulsação cardíaca e dar, consoante o resultado obtido, recomendações e sugestões ao utilizador.

Os novos Galaxy Gear chegarão ao mercado em Abril em praticamente 150 mercados. Ainda não se sabe se Portugal estará incluído nessa primeira leva.

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!