Pharrell e G-Star querem transformar plástico dos oceanos em jeans


RAW For The Oceans é o nome da iniciativa que une a Bionic Yarn, empresa da qual Pharrell Williams é director criativo, e a marca G-Star RAW. A ideia é transformar o plástico que está no fundo dos oceanos em denim, a matéria-prima utilizada para fabricar, por exemplo, calças de ganga.

O que é que a G-Star RAW e Pharrell Williams têm comum? Uma ambição ambientalista para melhorar o Mundo. O músico norte-americano é director criativo da Bionic Yarn, empresa que cria fios e tecidos ecológicos a partir de fibras derivadas de plástico. Unidas, a Bionic Yarn e a marca de denim G-Star RAW criarão uma colecção de vestuário em denim, intitulada RAW For The Oceans, reciclando o plástico perdido no fundo dos oceanos. Os produtos chegarão às lojas em Agosto deste ano.

“Trabalhar com a G-Star foi uma escolha óbvia, uma vez que a marca tem um histórico de desafio aos limites em moda e denim. A Bionic Yarn é uma empresa construída em torno do desempenho e a denim é a categoria perfeita para mostrar ao mundo o que a Bionic Yarn consegue fazer. Todos têm calças de ganga no armário”, comentou Pharrell Williams, durante a apresentação do projecto no Museu Americano de História Natural, durante a Semana de Moda de Nova Iorque (EUA).

rawfortheoceans

Para além da colecção conjunta RAW For The Oceans, a G-Star RAW promete ainda a integrar materiais da Bionic Yarn em linhas de produtos existentes, o que dará uma identidade mais “verde” à marca e assim agradar aos consumidores. A marca de denim mostra-se assim no topo da inovação e da responsabilidade social. A  abordagem centrada no produto promete dar frutos, e Thecla Shaeffer, directora de estratégia da G-Star, garante mesmo estar a dar-se o próximo passo no que toca ao futuro dos tecidos, nomeadamente, no denim.

Na base da parceria entre a G-Star RAW e a Bionic Yarn está o The Vortex Project. Este projecto foca-se na ameaça de crescimento rápido da poluição por plástico e baseia-se na crença de que este problema apenas poderá ser resolvido caso a participação se torne interessante, de um ponto de vista económico, para as grandes empresas. Na prática, o The Vortex Project recolhe resíduos dos oceanos, recicla-os, melhora-os e reutiliza-os para fio, tecido e outros componentes utilizados em produtos de consumo.

Esta associação da G-Star RAW com a Bionic Yarn é para durar. As duas empresas esperam conseguir lançar uma colecção por estação, o que lhes permitirá explorar a criatividade e a inovação provenientes de todo o projecto. A esta parceria só se pode desejar que corra pelo melhor; e mais do que vantajosa para Pharrell ou G-Star, deverá sê-lo para o ambiente.