Turquia bloqueia YouTube


Depois do Twitter, o YouTube. Recep Tayyip Erdogan bloqueou esta quinta a maior plataforma online de vídeo do Mundo no país. A proibição surge dias depois de um tribunal na Turquia ter ordenado o desbloqueamento do Twitter.

Esta terça, o Tribunal Administrativo de Ancara, na Turquia, ordenou o levantamento da proibição ao uso do Twitter na Turquia, decretada na semana passada por Erdogan. A Autoridade de Telecomunicações Turca tem agora 30 dias para pôr em prática a decisão.

Erdogan considera que o Twitter é um dos “grandes males da sociedade”, justificando a proibição naquilo que apelida de “mentiras” e “ataques à segurança do país feitos através das redes sociais”. Estas interdições acontecem depois de terem começado a ser divulgadas nas redes sociais informações que revelam alegados esquemas de corrupção dentro do governo de Ancara.

Medidas drásticas que são vistas por muitos como uma tentativa de reduzir os protestos em torno dos alegados escândalos de corrupção, quando se aproximam as eleições locais no país, marcadas para o próximo dia 30 de março.

Já estão a ser sugeridas maneiras de contornar o bloqueio…