10 teorias que dizem que o Homem foi à Lua


Há muitas teorias sobre que se passou há 45 anos, no Verão de 1969. O mistério em torno do “alegado” afogamento de Brian Jones, elemento dos Rolling Stones, é algo que ainda hoje gera controvérsia. Segundo as autoridades, Jones terá morrido por afogamento em Sussex, Inglaterra. Mas muitos acreditam que a morte do ex-líder foi uma simulação.

Controverso é também a ida do Homem à Lua. Há teorias (isto é, suposições) que dizem que o Homem nunca foi à Lua e há teorias (isto é, evidências) que dizem que o Homem já foi à Lua. É destas últimas que falo de seguida.

1- As imagens coincidem

Em 2008, uma sonda japonesa foi enviada para a Lua para criar modelos 3D do terreno lunar. Os modelos criados são idênticos às fotografias tiradas em Julho de 1970 durante a missão Apollo 15.

10teoriashomemlua_01

2- Há sinal do sítio onde o Apollo 11 aterrou

Para os que, tal como Tomé, só acreditam se “tocarem”, esta imagem tirada pelo satélite que orbita a Lua (Lunar Reconnaissance Orbiter) mostra claramente o local onde o módulo Lunar descolou após a missão Apollo 11.

10teoriashomemlua_02

3- Os chineses e os indianos comprovaram

Tanto os indianos como os chineses (spoiler alert: concorrentes dos americanos) comprovaram a presença do Homem na Lua através dos seus satélites: o Chang’e 2 da China e o  Chandrayaan-1 da Índia. Outras agências espaciais independentes também o verificaram.

10teoriashomemlua_03

4- Esta esfera de vidro

Esta esfera de vidro (cerca de 0.6 mm de diâmetro) resulta do impacto de meteoritos em solo Lunar. De acordo com Dr. Marc Norman, geólogo na Universidade da Tansmania, esta esfera de vidro resulta de uma actividade vulcânica resultante do impacto dos meteoritos. Enquanto que a formação destas esferas é possível na Lua, na Terra não é devido à existência de água na nossa atmosfera. Devido a esta presença as esferas quebram ao fim de alguns milhões de anos. Portanto, e a não ser que a Feddex já vá buscar encomendas nos arredores da Terra, estas esferas alojadas em pedras vieram mesmo da Lua aquando da passagem de Neil Armstrong pelo satélite terreste.

10teoriashomemlua_04

5- Não há vento, mas também não há atrito

A parte mais gira de todas as teorias da conspiração é que a bandeira estava a abanar com o vento… Talvez com a aragem que corre nas cabeças de alguns desses conspiradores. Não querendo entrar em física avançada, vou tentar explicar isto muito rapidamente. No espaço só existe vazio, certo? E no vazio não existe atrito, porque é vazio, certo? Ok. Então não existindo atrito imaginemos que eu atiro uma pedra no meio do vazio do espaço. A pedra viajará com a mesma velocidade, eternamente, até que alguma coisa a detenha.

Vamos, devagarinho, aplicar isto à bandeira. A bandeira estava a ser colocada pelos astronautas americanos, que lhe estavam a conferir uma força (eu a atirar a pedra). Quando largam a bandeira ela conserva o movimento que lhe foi conferido uma vez que não existe atrito. Está esclarecido o mito da bandeira a mexer por causa do vento?

10teoriashomemlua_05

6- Não, não existiam câmaras pré-instaladas na Lua

Apesar de sabermos que apenas 2 astronautas pisaram solo Lunar durante a Apollo 11 existem fotografias dos dois astronautas a brincarem na areia lunar. Quem tirou a fotografia? O realizador do filme, claro… Não! Ambos os astronautas tinham cameras no peito (estilo GoPro) e havia mais cameras no exterior do módulo Lunar (estilo câmaras de vigilância).

10teoriashomemlua_06

7- As estrelas não foram captadas nas imagens

Ok, quando estamos na Terra durante o dia o céu é azul. Na Lua, o “céu” alem de não existir é preto. Da mesma forma que quando tiramos uma fotografia durante o dia na Terra não vemos estrelas, na Lua acontece o mesmo. A intensidade da luz das estrelas não é suficiente para sobrepor a intensidade da luz do Sol reflectida pela superfície lunar.

10teoriashomemlua_07

8- Rochas

Foram recolhidas inúmeras rochas e outras amostras da superfície lunar.

10teoriashomemlua_08

9- Existia tecnologia

Contra tudo aquilo que os “conspiradores” possam pensar, em 1969 não havia Photoshop… nem After Effects. E isto é importante porquê? Porque para simular as filmagens do Homem a passear na Lua teria sido preciso filmar a realidade muito de pressa para que depois pudéssemos transmitir as imagens muito devagar, de modo a que os “saltinhos” parecessem lentos… Ora em 1969 a tecnologia cinematográfica tinha um gravador magnético que permitia gravar imagens a 60 fps durante 30 segundos apenas. A emissão da missão Apollo 11 durou 146 minutos.

10- Esta expressão

Esta é a expressão de um homem que acabou de caminhar na Lua. Em 1969, era mais fácil pôr o Homem na Lua do que tentar simular a coisa toda.

10teoriashomemlua_10

Fica agora ao teu critério acreditares ou não na morte por afogamento de Brian Jones dos Rolling Stones. Para completar a lista em cima, deixo de seguida este vídeo.