21st Century Fox falhou a primeira tentativa de compra da Time Warner


É uma guerra de gigantes. A 21st Century Fox, do magnata Rupert Murdoch, fez uma oferta pública de aquisição à Time Warner, com uma proposta a rondar os 80 mil milhões de doláres. Em euros, seria algo como 59 mil milhões.

Apesar de ter sido apenas ontem noticiada pelo New York Times, esta OPA foi apresentada pela 21st Century Fox já há algumas semanas, mas foi recusada pela Time Warner.

A 21st Century Fox reagiu entretanto, confirmando apenas a nega por parte da Time Warner: “De momento não temos qualquer discussão em curso com a Time Warner”, adiantou também o porta-voz da 21st Century Fox, citado pelo New York Times.

Mas parece que este caso não vai ficar por aqui. Fontes citadas no mesmo artigo do NYT dizem que Rupert Murdoch está determinado e pode em breve voltar a apresentar uma nova oferta de aquisição da Time Warner.

Caso isso venha a concretizar-se, poderíamos assistir a uma das maiores fusões de sempre na história dos media. Fox e a Time Warner, juntas, formariam um gigante da televisão, já que ambas detêm uma série de redes de televisão e canais, tais como, a Fox, Fox News, FX, TNT, TB e HBO Premium. Para além disso, a junção dos estúdios de cinema Warner Bros e 21st Century Fox também era uma hipótese viável, em caso de fusão.

De acordo com o New York Times, a nova oferta por parte de Murdoch pode agora implicar uma possível venda da CNN, por parte do grupo, para assim evitar questões de concorrência com a Fox News.

Até agora, todos os cenários não passam de hipóteses e especulações. Mas, a concretizar-se, esta nova empresa poderia levar a uma reformulação da indústria dos media, dando origem a uma nova onda de “super fusões” entre as maiores empresas de entretenimento norte-americanas.

(foto: Drew Angerer / Bloomberg)