Sony desiste dos e-readers


Depois de se livrar do negócio de PCs, a Sony vai livrar-se do de e-readers.  A empresa japonesa disse à BBC que não irá produzir um sucessor para a linha Reader e que os actuais modelos continuarão à venda até ruptura de stock.

O negócio de e-readers da Sony será transferido para a canadiana Kobo, até aqui uma rival da primeira neste mercado. O último Sony Reader chama-se PRS-T3 e foi lançado no ano passado em 20 países, no Japão, no Canadá e na Europa; os Estados Unidos ficaram de fora.

A decisão da Sony pode ser justificada com o crescimento do mercado dos tablets e dos smartphones; estes últimos têm ecrãs cada vez maiores. Por outro lado, existe a Amazon que tem os bem-sucedidos Kindles.

Fonte: BBC