Avalanche de fotografias íntimas de celebridades põe a internet num frenesim


“The Fappening” ou o dia mais quente de Agosto.

A internet está em êxtase devido ao leak de fotografias e vídeos privados de mais de 100 actrizes e figuras públicas como Jennifer Lawrence, Ariana Grande e Kate Upton, e até agora a divulgação destes têm-se feito em larga escala. A autenticidade destas imagens ainda está por confirmar, embora algumas das celebridades que estão envolvidas neste escândalo já tenham confirmado que as fotografias lhes pertencem.

No controverso site 4chan, um utilizador anónimo partilhou uma lista de celebridades entre as quais Aubrey Plaza, Rihanna e Kirsten Dunst figuram, alegando ter fotografias e vídeos íntimos destas. De seguida, partilhou as imagens em questão e tentou vender outras, especificamente vídeos privados da estrela de Hunger Games, alegando que só partilharia estas em troca de bitcoins.

icloudhack_jenniferlawrence_lista

Bryan Hamade tentou aproveitar-se deste esquema e tentou enganar o site 4chan, afirmando que detinha as imagens e que estava disposto a trocá-las por bitcoins. Infelizmente para Hamade, o feitiço virou-se contra o feiticeiro quando este acidentalmente expôs a sua hard drive e network drive num screenshot que pusera para provar que tinha as fotografias. A partir daí, utilizadores do site Reddit foram investigar posts anteriores de Bryan e concluíram que tinha sido este jovem de 27 anos a piratear as contas das celebridades.

icloudhack_jenniferlawrence_reddit

Na verdade, Hamade não é o hacker responsável pelo sucedido, mas já está a pagar pela sua tentativa de lucrar com a situação. “Tem sido um pesadelo e não durmo há 34 horas. Os utilizadores do 4chan estão a sempre a ligar-me e a insultar-me. Enviam-me emails constantemente a dizer que vão entrar nas minhas contas pessoais. Disseram que iam entrar no site da minha mãe, por isso tive de o mandar abaixo”, diz Hamade

Ainda está a ser investigada a maneira como este roubo digital em massa foi feito, apelidado por alguns de “avalanche” e “the fappening”, e quem está por detrás de toda esta operação, apesar de já ter sido avançada a teoria de que o hacker responsável teve acesso aos ficheiros em causa através das contas iCloud das celebridades lesadas. Queixas relativas a este serviço da Apple já tinham sido feitas no passado, que foi acusado de não ser de confiança e de ser confuso.

Vale a pena mencionar que em 2012 um homem foi julgado e condenado a 10 anos de prisão por piratear as contas de Scarlett Johansson e Mila Kunis e colocar fotografias das vidas privadas das actrizes online. Afigura-se uma pena pesada para o hacker responsável pelo maior leak dos últimos tempos.