Cientistas suecos inserem letras de Bob Dylan em artigos na sequência de uma aposta


A estória tem tanto de cómico como de insólito. Um grupo de 5 cientistas suecos revelou esta segunda-feira que introduziu à socapa letras e citações de Bob Dylan em vários dos seus artigos como parte de uma aposta de longa data.

Há 17 anos, Jon Lundberg e Eddie Weitzberg publicavam um artigo com um nome no mínimo curioso: Nitric Oxide and Inflammation: The Answer Is Blowing In the Wind. Segundo Weitzberg, “ambos gostamos muito de Bob Dylan” e, dado o objecto de estudo do artigo, “o título surgiu e encaixou na perfeição”.

A façanha dos dois cientistas até podia ter ficado por aqui, mas já corria o ano de 2003 quando Jonas Frisén e Konstantinos Meletis, dois cientistas da mesma universidade médica, publicam Blood on the Tracks: A Simple Twist of Fate?. A estória rapidamente espalhou-se pelo Stockholm’s Karolinska Institute, e foi aí que os 4 cientistas firmaram a derradeira aposta – quem conseguir citar Bob Dylan em mais artigos até ao dia em que se reformar ganha um almoço pago no restaurante local.

O quinteto de mosqueteiros – digo, cientistas – é completado por Kenneth Chien, professor de investigação cardiovascular, que já em 1998 havia escrito Tangled Up in Blue: Molecular Cardiology in the Postmolecular Era. Uma vez feita a aposta, o ritmo de referências a Bob Dylan acelerou subitamente, tendo dado aso a obras-primas como The Biological Role of Nitrate and Nitrite: The Times They Are a-Changin’, ou até mesmo Dietary Nitrate – A Slow Train Coming.

Depois do grupo de cientistas ter revelado publicamente a aposta, Eddie Weitzberg reiterou que a esta não se destina a artigos estritamente científicos, mas sim a “artigos que escrevemos relativamente à pesquisa de outros, introduções de livros, editoriais, esse tipo de coisas”.

Milhares de pessoas seguem o Shifter diariamente, apenas 50 apoiam o projecto directamente. Ajuda-nos a mudar esta estatística.