Jornal australiano usou Comic Sans na capa. Não correu bem


A Comic Sans – aka fonte mais odiada do Mundo – foi parar à capa de hoje do Sydney Morning Herald, um dos jornais de referência da Austrália. E, claro, foi a catástrofe nas redes sociais.

Não foi preciso esperar muito depois de o jornal colocar online a sua capa para que as reacções começassem a surgir.

Um editor do concorrente News.com.au foi uma das primeiras vozes a fazer-se ouvir.

Ben Cubby, editor adjuto do Sydney Morning Herald, não tardou a responder:

Já o editor-executivo, Matt Martel, defendeu publicamente a decisão de usar Comic Sans na capa, num artigo publicado na versão online do jornal.

Horas antes, Darren Goodsir, o editor-chefe, tinha já enviado um email ao site BuzzFeed com o mesmo propósito e a justificação: “Enquanto jornal, a decisão foi tomada para coincidir com a natureza surreal das revelações chocantes da ICAC (Independent Commission Against Corruption)”, disse. Sentimos que o tipo de letra [Comic Sans] é o que melhor retrata a ideia de banda desenhada que tentamos passar na capa; como uma espécie de paródia ao que ouvimos vindo de testemunhas como um ex-político e um actual elemento do parlamento. Estou bastante satisfeito com o resultado, nada mais que isso.”