Terá a BlackBerry encontrado o passaporte para recuperar o sucesso?


Com uma nova liderança, a BlackBerry diz-nos “olá”. A empresa canadiana lançou esta quarta, em alguns países, o BlackBerry Passport, um smartphone com um ecrã quadrado de 4.5 polegadas, sensível ao toque, e um teclado físico com apenas 3 filas de teclas, que se enquadra no mercado profissional.

Trata-se do maior lançamento da BlackBarry desde Janeiro de 2013, altura em que foram dados a conhecer o Z10 e o Q10, dois smartphones equipados com um novo sistema operativo, o BlackBerry 10, que, apesar das críticas positivas da imprensa especializada e dos analistas, se revelaram um fracasso. Desde então, a empresa tem apostado unicamente em lançamentos locais (por exemplo, na Índia), apresentando-se globalmente meio adormecida.

Segundo dados da empresa de análises IDC referentes ao segundo trimestre deste ano, a BlackBerry tinha uma quota de mercado de apenas 0,5%, um valor muito abaixo dos 13,6% de 2011. Mas a multinacional, agora sob liderança de John Chen, quer inverter este cenário e o recém-lançado BlackBerry Passport pode ser o primeiro passo para a empresa voltar a dar lucro no próximo ano fiscal. “Vamos fazer dinheiro com este aparelho – se não fizermos, temos de desistir”, comentou o CEO, citado pelo New York Times.

blackberrypassport_chen

John Chen foi o homem que a BlackBerry foi buscar em Novembro para inverter a tendência de queda, que, sozinha, estava incapaz de resolver. Chen assumiu a liderança com a estratégia de aproveitar os clientes empresariais, que, em temos, foram os responsáveis pelo sucesso da marca, apostando ao mesmo tempo em serviços e sistemas de comunicação, como o BBM.

O BackBerry Passport é uma espécie de tudo ou nada. O aparelho, que custará desbloqueado 649 euros na Europa, será por agora comercializado no Reino Unido, na Alemanha, em França, nos Estados Unidos, no Canadá e no Dubai.

Tem um ecrã HD (1440 x 1440 pixels) de 4.5 polegadas, sensível ao toque, e um teclado QWERTY, um elemento tradicional nos dispositivos da marca mas que neste tem um formato diferente: as teclas estão organizadas em apenas 3 linhas. O processador é um quad-core de 2.2 GHz, a câmara traseira tem 13 megapixels, a memória RAM é de 3 GB, e a capacidade de armazenamento é de 32 GB.

blackberrypassport_screen

A estrutura exterior do smartphone é feita em aço inoxidável. O aparelho corre o BlackBerry 10, o mesmo sistema operativo dos modelos Z10 e Q10 de 2013, e suporta algumas apps e jogos Android, descarregados através da Amazon Appstore.

O BlackBerry Passport está pensado para o mercado empresarial, onde a marca espera ganhar terreno, apesar dos avanços recentes do iOS e do Android.