O iOS 8 é coisa de “geeks”?


As pessoas não estão a fazer o upgrade para o iOS 8 como fizeram para o iOS 7. Nas duas últimas semanas a taxa de adoção do novo sistema operativo apenas subiu um ponto percentual, situando-se nos 47%. Que explição dar a este comportamento?

Lançado a 17 de Setembro, o iOS 8, contava no dia 21 do mesmo mês com uma taxa de adoção de 46%. Mas passadas duas semanas, no dia 5 de Outubro, o novo sistema operativo apenas subiu um ponto percentual, para os 47% (a quota do iOS 7 situava-se 47%). Aquando do lançamento do iOS 6 e do iOS 7, os números da adoptação situavam-se entre os 60% e os 70% nesta altura do campeonato

Os dados são da própria Apple, que faz a contagem olhando para os acessos à App Store. A empresa de marketing Mixpanel concorda com as estatísticas da gigante: 45% é iOS 8, enquanto que 50% é iOS 7 e ainda 5% é iOS 6 ou iOS anteriores.

Poderemos dizer que os problemas que assolaram os primeiros dias do iOS 8 (falamos do polémico upgrade iOS 8.0.1) afectaram as taxas de adopção. Ou ainda o facto de o novo sistema operativo não ser compatível com o iPhone 4 e de tornar o iPhone 4S lento. E isto já para não referir que o upgrade requer cerca de 6 GB de espaço livre no telemóvel.

Mas o maior entrave será aquilo que o iOS 8 tem de novo. Se virmos bem, trata-se de um upgrade para geeks, pois não há nada que obrigue o comum utilizador a ter a nova versão. O Home Kit e o Health Kit são inúteis até que os programadores os integrem nas suas apps e as fabricantes de acessórios os coloquem nos seus produtos. O iCloud Photo Library, que permite sincronizar as fotos entre vários dispositivos, está em beta e só disponível para alguns utilizadores. Os teclados e os widgets? Muitos podem viver, certamente, sem isso. O Continuity é capaz de ser a melhor novidade do iOS 8, mas só com o OS X Yosemite ficará completa.

Há um ano, o iOS 7 trouxe um novo e radical design, que despertou a curiosidade de todos. Na verdade, nunca a Apple tinha redesenhado o sistema operativo dos iPhones e iPads. O iOS 7 exigiu que os programadores reformulassem as suas apps com o novo design; para não terem de suportar duas versões, obrigaram os utilizadores a actualizar para o iOS 7 para usufruir da versão mais recente das suas apps.

O iOS 8 redefine o future da Apple, mas ainda nem todos percebemos isso. A adopção será mais lenta que a do iOS 7, mas acreditamos que mais tarde ou mais cedo o novo sistema operativo estará massificado.

Milhares de pessoas seguem o Shifter diariamente, apenas 50 apoiam o projecto directamente. Ajuda-nos a mudar esta estatística.