O novo Metro de Londres é uma amostra do futuro


Foi finalmente revelado o projeto para o novo metro de Londres nos próximos dez anos. É uma criação da consultora de design inglesa PriestmanGoode, um plano no valor de 15,5 mil milhões de libras onde os comboios valem cerca de 2,5 milhões e que parece uma visão do futuro.

É uma reestruturação que em muito promete ser revolucionária e que foi pensada para servir o boom populacional que se espera em Londres nas próximas décadas. “Nós não podemos mudar túneis, plataformas e estações, por isso, como podemos deixar as pessoas entrar e sair dos comboios mais rapidamente?”, disse Paul Priestman, diretor da PriestmanGoode.

Este é o mote da mudança, a linha por onde guiaram o projeto daquele que acreditam ser o transporte do futuro, bem mais eficiente.

As mudanças

A mais icónica talvez seja esta: eliminar o fosso entre as carruagens e a plataforma, o famoso Gap (Mind The Gap) que tanto nos obrigam a respeitar nos altifalantes do underground e nas t-shirts dos turistas.

Todos os comboios vão estar equipados com iluminação LED e telas digitais vão substituir os anúncios em papel. Ar condicionado e Wi-Fi também são obrigatórios. As portas serão mais largas para permitir que os passageiros circulem mais fácil e rapidamente. Uma alteração importante, uma vez que, apesar de mais pequenas, vão haver mais carruagens para permitir o transporte de 25% a 50% mais pessoas que o permitido pelas atuais.

As carruagens vão também deixar de ser separadas por portas, assim, em teoria, alguém que esteja na última carruagem conseguirá ver todo o comboio até à primeira. Apesar da forte componente moderna e tecnológica do desenho da PriestmanGoode, a empresa quis manter alguma da essência do metro londrino. Os assentos continuam a ser de tecido, para zelar pelo ambiente “familiar” do transporte.

Londres planeia substituir 250 dos seus comboios que circulam nas estações de Piccadilly, Central, Waterloo & City e Bakerloo perto de 2020.

futurometrolondres_02

futurometrolondres_03

futurometrolondres_06

futurometrolondres_05

futurometrolondres_04

Fonte: Transport for London