Saramago, Bukowski ou Kerouac: retratos pincelados por uma máquina de escrever


Álvaro Franca, designer gráfico brasileiro sediado no Rio de Janeiro, decidiu retratar alguns dos seus autores favoritos. Para tal, utilizou apenas uma máquina de escrever e algum papel, sendo que todos os retratos são compostos meramente por letras e sobreposições destas.

Nesta sua nova colecção, o artista brasileiro de 22 anos, que diz ser um aspirante a type designer, recorreu apenas ao seu computador pessoal para preparar o posicionamento das letras  antes de as passar para o papel.

Depois de 4 anos a estudar design gráfico no Rio de Janeiro, a sua terra natal, Álvaro conseguiu inscrever-se num programa de intercâmbio que lhe deu entrada na prestigiada Cambridge School of Art. Lá realizou inúmeros projectos de qualidade, entre os quais o Practice Makes Perfect, um trabalho de investigação no mundo da caligrafia. O jovem designer brasileiro está agora a estagiar na Dalton Maag, empresa para a qual já desenvolveu uma nova tipografia – a Selsdon – que figura no seu site pessoal.

Relativamente aos retratos dactilografados, Álvaro Franca já deixou saber que série ainda está em andamento e que pretende adicionar 5 novos retratos à sua obra.

alvarofrancaliteratura_01

alvarofrancaliteratura_02

alvarofrancaliteratura_04

alvarofrancaliteratura_04

alvarofrancaliteratura_05

Milhares de pessoas seguem o Shifter diariamente, apenas 50 apoiam o projecto directamente. Ajuda-nos a mudar esta estatística.