Esta não é uma Apple Store normal


E se a Apple vendesse realmente maçãs? A relação entre o nome da marca criada por Steve Jobs e o seu verdadeiro significado já foi matéria de piada vezes incontáveis mas desta vez, o London Borough Market quis levar a brincadeira um pouco mais a sério.

Para celebrar o seu 1000º aniversário, o mercado transformou uma das suas secções numa autêntica Apple Store. Inspirada na decoração e estilo minimalista das lojas de tecnologia, a exposição tem 1000 variedades de maçãs, expostas como se de telemóveis se tratassem. A exposição esteve a funcionar apenas um dia, 26 de Outubro, baptizado como Dia da Maçã, em homenagem ao fim da época de colheita.

Na “Real Apple Store”, cada maçã tinha um pedestal e um cartão com as suas características e história. Apesar das parecenças óbvias com a Apple, não havia nenhuma referência directa na instalação e a organização não quis ser associada à marca da maçã. O design da Apple Store é marca registada, a agência de comunicação responsável pela ideia defende que apenas quis celebrar o mercado e o dia de forma moderna e inovadora.

realapplestore_02

realapplestore_03

realapplestore_04

realapplestore_05