Gorbachev, Lynch, Bush e Twin Peaks. Hã?


Estes nomes com pouco em comum entre si, aparecem juntos num dos mais recentes assuntos do momento do Twitter. Esta é uma história de diz que disse, and it goes on like this… Tudo começou com um depoimento no livro Reflections: An Oral History of Twin Peaks, onde é dito que o líder soviético Mikhail Gorbachev era tão fã da série de David Lynch que terá pedido ajuda ao então presidente norte-americano George H.W. Bush para tentar descobrir quem matou a menina bonita Laura Palmer, o principal mistério do enredo de Twin Peaks.

O depoimento em causa é da autoria de Jules Haimovitz, da Aaron Spelling Productions, a empresa responsável pela produção da série. Haimovitz conta que Aaron Spelling recebeu um telefonema de um dos investidores da produtora, Carl Lindner – amigo pessoal de George H.W. Bush – pedindo que este arranjasse alguém para saber junto de David Lynch quem era afinal o assassino de Laura. A pessoa responsável pela missão foi Jules que agora conta no livro que Lynch se recusou a revelar o segredo.

“Eu liguei ao David e ele disse-me, ‘Não te posso dizer’. Eu não quis pressioná-lo, por isso liguei ao Aaron e disse-lhe ‘David não me diz, quem quer saber?’ e ele respondeu-me ‘O presidente Bush’. O que aconteceu foi que Gorbachev ligou a Bush, que ligou a Aaron que me ligou a mim. Liguei ao David de novo e disse-lhe ‘Isto não vai a lado nenhum, eu guardo segredo. Tens que me dizer quem é o assassino de Laura’. Foi aí que percebi que nem o David fazia ideia quem tinha morto Laura Palmer.”

Confuso? É compreensível. Esta que parece uma história tipo jogo-do-telefone-estragado chegou ao Twitter pelas mãos de Ryan Walsh, um compositor que em nada se relaciona com a situação a não ser no facto de a ter tornado viral. Partilhou uma fotografia da página do livro com o depoimento de Jules Haimovitz e depressa fez chegar a história ao mundo.

Depois de muito buzz, o Moscow Times, um jornal russo de língua inglesa, foi perguntar a Gorbachev sobre o assunto: “Quando questionado sobre a afirmação durante uma entrevista na terça-feira, Gorbachev disse ao jornal The Moscow Times que não tinha nenhuma lembrança da série.”

Assim se foi desfazendo o boato. Seria Gorbachev assim tão fã se hoje em dia não se recorda de Twin Peaks? No seu depoimento, Jules Haimovitz começa por dizer: “Twin Peaks estreou na Rússia e Mikhail Gorbachev era um grande fã da série.”

O site Slate, que pesquisou a história caricata um pouco mais a fundo, destaca que a série de culto de David Lynch só estreou na Rússia em 1993. Nessa altura, já a série tinha saído do ar nos Estados Unidos há um ano. O que significa que, quando supostamente Gorbachev começou a ver Twin Peaks, já todos os americanos conheciam o assassino de Laura Palmer. Ou seja, na remota hipótese de Gorbachev ter mesmo sido um fã que entretanto esqueceu todos os mistérios da cidade de Twin Peaks, bastava ter perguntado ao primeiro americano com quem se tivesse cruzado.

Enfim. A internet é uma coisa maravilhosa, não é?

Milhares de pessoas seguem o Shifter diariamente, apenas 50 apoiam o projecto directamente. Ajuda-nos a mudar esta estatística.