Porque haveria eu de querer tirar uma selfie com uma nota de 10 euros?


 
Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

No final de Setembro, o Banco Central Europeu (BCE) colocou em circulação uma nova nota de 10 euros. A nota é a segunda, da série Europa, a ser introduzida e inclui elementos de segurança mais sofisticados que a tornam mais resistente à falsificação, segundo o Banco. Em termos de design, a nova nota é semelhante à antiga, a grande diferença é que têm no holograma e na marca de água o retrato de Europa, figura mitológica grega que deu origem ao nome do continente.

Para promover a nova nota, o BCE decidiu lançar no Twitter e no Instagram um passatempo de selfies. O Banco pedia aos europeus que tirassem uma selfie com a nova nota de 10 euros e a partilhassem com a hashtag #mynew10, prometendo como prémio um iPad.

A nossa reacção mal soubemos deste passatempo foi mais ou menos esta:

Naturalmente que o passatempo não correu 100% bem. Sim, houve quem cumprisse as regras.

Mas também houve quem aproveitasse para expressar as suas frustrações relativamente ao Euro, à Europa, à austeridade e aos políticos em geral. “As selfies não devem, em circunstância alguma, mostrar as novas notas de 10 euros em situações que possam afectar a reputação e a credibilidade do BCE”, diz refere o banco nos termos e condições do passatempo.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.