BitTorrent está a desenvolver um browser peer-to-peer, a tecnologia dos torrents


Depois de a BitTorrent se aventurar no segmento de chats com a app Bleep, chegou a vez de criar um browser. Chama-se Maelstrom (não é certo que seja este o nome final) e é um browser diferente que se baseia no peer-to-peer (ou P2P), a tecnologia dos torrents.

A ideia é descentralizar a Internet. Com o Maelstrom, deixarão de existir acessos centralizados aos sites e aos serviços que são fornecidos, passando os utilizadores a partilhar esses mesmos conteúdos. Na prática, o Maelstrom permtirá que a navegação não dependa de servidores, mas sim das pessoas que navegam.

À medida que visitas os websites, as páginas são armazenadas pelo Maelstrom e partilhadas por outros utilizadores. Assim, se estiveres a visitar um website cheio de fotos, outros utilizadores que já visitaram esse website vão partilhar contigo as imagens. Da mesma forma, vais tu partilhar informação a outros utilizadores de websites que já tenhas visto.

É como se toda a web passasse a ser um torrent gigante.

A tecnologia peer-to-peer é basicamente a mesma tecnologia dos torrents. Quando fazes o download de algum ficheiro, passas logo a partilhar o conteúdo com outro utilizador que estiver também a fazer o download desse ficheiro.

As vantagens práticas são algumas. Por um lado, as páginas carregarão mais rapidamente. Por outro lado, se um website que queres ver estiver em baixo (offline), poderás vê-lo na mesma. E esta sim pode ser a maior vantagem: em vários países, é frequente determinados websites serem censurados; com uma arquitectura distribuída (P2), esses bloqueios podem ser mais difíceis.

De realçar que o Maelstrom será um browser normal com todas as capacidades normais de um browser, como a navegação na Internet e a visualização dos conteúdos.

Esta ideia não deixa de ser interessante e tem um grande potencial. A BitTorrent neste momento está apenas a desenvolver o software e a tentar envolver a comunidade. Ainda não tem muitas funcionalidades nem modelo de negócio. Se quiseres e estiveres interessado em ser beta-tester como nós, podes já faze-lo aqui. O convite só começará a ser distribuído no início de 2015!

Milhares de pessoas seguem o Shifter diariamente, apenas 50 apoiam o projecto directamente. Ajuda-nos a mudar esta estatística.