O Facebook tem, finalmente, um motor de busca


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Em 2013, Mark Zuckerberg falou-nos de um Graph Search, prometendo um motor de busca que nunca chegou a sair do beta. O Graph Search centrava-se numa pesquisa com “expressões complexas” pré-definidas, não permitindo usar keywords simples para encontrar rapidamente uma foto da festa de ontem à noite ou um post sobre música.

No fundo, o Graph Search baseava-se em “instruções” como my friends who live in Portomovies liked by my friends I may like ou ainda restaurants nearby my friends went to. Para além disto, era possível usar a barra de pesquisa para chegar directamente a determinadas pessoas, páginas, grupos e eventos.

fbsearch_antigographsearch

O Graph Search parecia ser um motor de busca interessante, mas demasiado complexo e pouco útil para queremos usá-lo. Além disso, ele nunca permitiu a pesquisa de posts (se eu quisesse encontrar algo que um amigo meu tinha partilhado sobre o último jogo do Benfica não conseguia), nunca chegou ao telemóvel e nunca esteve disponível em outros idiomas que não o English (US).

Chegou o Facebook Search

O Facebook Search é o Graph Search bem feito. O Facebook criou um novo motor de busca e quer que todos os utilizadores o utilizem. Para já, disponibilizou-o apenas para os utilizadores desktop e iPhone que estejam a usar a rede social em English (US), mas o objectivo é alargar o produto o quanto antes ao Android e aos outros idiomas.

fbsearch_02

No Facebook Search, à semelhança da Google ou do Twitter, a pesquisa é feita por keywords. Se escreveres jessica weeding, encontras posts, vídeos e posts sobre o casamento da Jessica. Se escreveres cookie recipe lisa, encontras a receita de bolachas da tua amiga Lisa. Se escreveres ice bucket challenge, encontras posts sobre o Ice Bucket Challenge. No fundo, o Facebook Search é “um Google” dentro do Facebook.

Podes continua a usar o Facebook Search para chegar aos amigos, às páginas, aos grupos, aos eventos, às apps… de que gostas. E também podes usar as “expressões” do antigo Graph Search para pesquisas mais complexas. Por exemplo, restaurants nearby my friends went to pode ser uma pesquisa útil na hora de escolher um sítio fixe para jantar.

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!