‘The Interview’ faz 1 milhão nas bilheteiras no dia de Natal


No Dia de Natal, o The Interview foi exibido em 320 salas de cinema norte-americanas e disponibilizado online para qualquer pessoa nos Estados Unidos com uma ligação à net. Nas bilheteiras, o polémico filme angariou um milhão de dólares de receita. Quanto ao streaming, a Sony Pictures não divulgou valores.

O estúdio tem um motivo muito forte para esse silêncio. É a primeira vez que um filme é lançado simultaneamente no cinema e em video-on-demand (neste caso, online), pelo que os resultados desta “experiência” é informação competitiva que a Sony Pictures precisa de guardar só para si.

Sabe-se que o The Interview é, neste momento, o filme mais visto no YouTube, no Google Play e no Xbox Video. O que significa que o lançamento do filme online não correu nada mal. Vamos supor: se um milhão de americanos alugou o filme (6 dólares) nas primeira 24 horas, a receita foi de 6 milhões de dólares.

Voltando às salas de cinema: antes do cancelamento, a Sony Pictures contava colocar o filme em 3 mil salas de cinema nos Estados Unidos, o que se traduziria em 20 milhões no primeiro fim-de-semana e 100 milhões no total. O The Interview acabou por estrear em 320 cinemas independentes norte-americanos. “A reacção da audiência foi fantástica – o lançamento limitado, em 10% das salas originalmente planeadas, teve inúmeras lotações esgotadas e um milhão de dólares de receita no primeiro dia”, disse Rory Bruer, presidente de distribuição mundial da Sony Pictures, num comunicado.

“Obviamente que queremos fazer dinheiro com a exibição deste como de qualquer outro filme, mas no caso de The Interview é também importante afirmar a nossa posição de princípio em defesa da liberdade, da liberdade de expressão, da liberdade de ver os filmes”, disse, à Reuters, Lee Peterson, proprietário do Cinema Village, uma pequena sala em Greenwich Village, a única em Manhattan que aceitou exibir o polémico filme e que viu esgotadas as 7 sessões programadas para o dia de Natal.

Os autores do filme, Evan Goldberg e Seth Rogen, decidiram também participar neste movimento ao comparecerem de surpresa na sessão do meio-dia e meia dum cineteatro de Los Angeles. “Queremos simplesmente agradecer-vos. Sem cinemas como este, e sem pessoas como vocês, nós não conseguiríamos isto”, afirmou Seth Rogen perante a sala cheia de espectadores.

The Interview tem feito sucesso também nos canais piratas. Dois dias depois do lançamento, foram já feitos 1,5 milhões de downloads do filme através do BitTorrent Client, de acordo com as contas do site TorrentFreak. É através da pirataria que o filme tem chegado a todo o mundo, uma vez que legalmente foi disponibilizado unicamente nos Estados Unidos.

Milhares de pessoas seguem o Shifter diariamente, apenas 50 apoiam o projecto directamente. Ajuda-nos a mudar esta estatística.