‘The Interview’ foi originalmente escrito com um país falso e um líder falso


The Interview – o filme que irritou a Coreia do Norte, obrigando a um cancelamento por parte dos Estados Unidos – foi originalmente escrito e pensado com um país falso e um líder falso, não com Kim Jong-un.

Quem o disse foi o argumentista Dan Sterling, numa entrevista ao site Creative Screenwriting. “Escrevi o guião com um nome falso e um país falso, mas, depois de discutir o projecto com o Seth [Rogen], o Evan [Goldberg] e os executivos da Sony, decidimos que eu deveria tentar escrevê-lo com Kim Jong-un”, disse.

Sterling explicou ainda que a ideia de fazer o The Interview surgiu em 2011 com esta premissa: “e se um jornalista conseguisse uma entrevista com Osama Bin Laden?”. O argumentista explica que, na altura, o ambiente cinematográfico estava preparado para um filme deste tipo, pois o The Dictator, com Sasha Baron Cohen, estava a um ano de estrear: “Sasha Baron Cohen estava na altura a preparar The Dictator, pelo que ele de certa forma preparou o mercado com piadas tiranas sobre o Médio Oriente.”

O mundo continua ansioso para poder ver o The Interview. Para já, o filme está cancelado: não será exibido em cinemas, nem será disponibilizados em DVD ou serviços de aluguer/streaming.