Bloco de notas do matemático Alan Turing vai a leilão


É normal que o nome Alan Turing te soe familiar, principalmente se andas atento aos Óscares. Turing é o matemático interpretado por Benedict Cumberbatch em The Imitation Game, filme nomeado para oito prémios da academia; mas, desta vez, aquele que é também considerado o pai da computação moderna é notícia noutra secção que não a de cinema.

De acordo com o Financial Times, o caderno de rascunhos de Turing vai a leilão em Abril e estima-se que as licitações cheguem a valores de, pelo menos, sete dígitos.

São 56 páginas de fundamentos da matemática que podem ter sido importantes na criação do primeiro computador moderno e nunca foram expostas ao público. O manuscrito remonta a 1942, data em que o matemático chefiava uma equipa de criptólgos que tentava decifrar códigos nazis em Bletchley Park, casa da agência de espionagem britânica – a mesma época retratada no filme de Morten Tyldum.

Uma especialista em livros e história da ciência que trabalha para a leiloeira Bonhams – a casa de leilões responsável pela venda – diz que, à data do bloco, Turing trabalhava para criar uma “linguagem universal para uma máquina computacional” e desenvolvia os fundamentos da computação. “Este manuscrito é da época em que Turing estava envolvido na tarefa crucial de decifrar o Código Enigma”, disse Cassandra Hatton, falando do famoso código de comunicação alemão que permitiu aos ingleses antecipar o final da Segunda Guerra Mundial.

Alan Turing deixou os seus trabalhos ao colega matemático Robin Gandy que os disponibilizou no King’s College em Londres, para que pudessem ser consultados. De todos, Gandy decidiu ficar com este manuscrito. Deu-lhe o nome de Diário de Sonhos e, nas páginas deixadas a branco, descreveu alguns dos seus sonhos mais pessoais. O caderno reúne, assim, as anotações técnicas de Turing e os sonhos de Gandy e o valor teórico pode ser incalculável. No leilão, o valor monetário pode chegar a um milhão de dólares, de acordo com a Bonhams.

Em 1952, Alan Turing foi condenado por “indecência” por actos homossexuais, obrigado a submeter-se a tratamentos hormonais para se “curar” e impedido de continuar no projecto que tentava decifrar os códigos nazis. Sem nunca ter recebido o devido crédito pelo seu trabalho durante a segunda grande guerra, suicidou-se dois anos depois com uma maçã envenenada.

Para quem quiser conhecer melhor a história do matemático, The Imitation Game já estreou em Portugal há várias semanas e talvez o buzz em torno do filme faça com que mais pessoas se interessem pelo trabalho de Turing. Para os mais curiosos, o leilão acontece a 13 de Abril, na Bonhams em Nova Iorque. Para os mais assustados com os valores que o manuscrito pode vir a atingir, serve o consolo que parte da venda será doada a instituições de caridade.