Os Capitães da Areia regressam para levar o Apolo 70 ao Espaço


O centro comercial Apolo 70, no Campo Pequeno, em Lisboa, foi transformado por acidente em Espaço-Nave – tudo por culpa dos Capitães da Areia. Aquilo que começou por ser um inocente passeio a pé pela Avenida da República, acabou numa viagem espacial que levou a banda a viver mil e uma peripécias intergalácticas.

A Viagem dos Capitães da Areia A Bordo do Apolo 70 é o nome do novo álbum conceptual da banda lisboeta, que tem como mote de partida a história que acabámos de contar. O resultado final são 75 minutos de música, divididos por 31 (!) faixas, que incluem colaborações com artistas como José Cid, Capitão Fausto, Samuel Úria, Toy ou mesmo Bruno Aleixo.

A direcção artística ficou a cargo de Manuel Fúria, a edição fez-se pela Amor Fúria e a capa, uma ilustração que remete ao Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, um dos álbuns mais celebrados dos Beatles – e mesmo de toda a história do rock –, é assinada por Zé Maria Souto Moura.

O álbum pode ser ouvido no YouTube, sem parar, como se quer num álbum conceptual desta envergadura. Parar a viagem a meio seria um crime.

Desde 2011, que não sabíamos nada dos Capitães da Areia. O último trabalho da banda – O Verão Eterno d’Os Capitães da Areia – tinha sido lançado no final desse ano, e do qual se destaca o tema “Dezassete Anos”.