Esta time-lapse em “flow motion” vai surpreender-te


Rob Whitworth pegou na sua câmara e, contrariando a já tradicional time-lapse, o fotógrafo usou a técnica “flow motion” para surpreender o público: durante cerca de três minutos, o vídeo transporta quem está a ver para uma aventura que começa lá bem alto, dentro de um avião, passa por estradas e desertos, e termina também em altitude com a apreciação das luzes do Dubai. Esta técnica de time-lapse estática usa o zoom em diferentes objectos e perspetivas neste Dubai Flow Motion.

Acho que fui a primeira pessoa a fazer uma ‘hyperlapse’ verticalmente por um edifício abaixo, ainda por cima no maior do mundo“, refere o fotógrafo ao site PetaPixel. Rob Whitworth conta que muito do material foi gravado à primeira. Exemplo disso é esta versão alargada de uma parte do vídeo onde a câmara persegue as várias bagagens, até a última ser recolhida. “Honestamente, esta foi uma das gravações mais complicadas em que já trabalhei. Tudo tinha de estar no sítio certo à hora certa“, explica.  O fotógrafo usou três câmaras só para este clip:

De acordo com o fotógrafo, o projecto teve uma fase de definição da storyboard que demorou duas semanas a estar completa, para além das permissões de gravação em certos locais que demoraram o seu tempo. Depois mais sete semanas de gravação e sete semanas de pós-produção. Ao todo: 16 semanas para um vídeo de três minutos.

A minha primeira impressão do Dubai foram os edifícios bem grandes à beira da areia do deserto“, refere Rob Whitworth na descrição do vídeo. “A alma deste local só pode ser encontrada nas dunas do deserto do Dubai“, assegura.

Milhares de pessoas seguem o Shifter diariamente, apenas 50 apoiam o projecto directamente. Ajuda-nos a mudar esta estatística.