Está tudo bem entre Jeff Rosenstock e os seus fãs


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Num artigo da Stereogum sobre as 30 músicas essenciais da “época de ouro” do emo, encontramos a seguinte frase: “A pouca percepção daquilo que é o emo e a falta de conhecimento em relação a este género musical é, ao mesmo tempo, a sua melhor e pior qualidade — é ela que o torna tão pessoal.”

Podendo aplicar-se a muitas outras coisas, serve também para descrever a banda protagonista da introdução deste artigo: Bomb the Music Industry! (ou BtMI!) Fundada em 2004 por Jeff Rosenstock, distinguia-se pela atitude e estética do it yourself bem como pela proximidade que mantinha com os fãs. Para além de disponibilizarem todos os seus álbuns gratuitamente, ofereciam stencils ao público que se mostrasse interessado em ter uma t-shirt de BtMI!, de forma a que estes pudessem pintar as t-shirts lisas que levavam para os concertos. Tendo começado como um projecto a solo de Rosenstock, os fãs que soubessem tocar instrumentos podiam participar no concerto, ajudando nas músicas que sabiam tocar.

Sete álbuns e alguns splits com artistas como O Pioneers!!! e Laura Stevenson and the Cans depois, a banda despediu-se num concerto em Brooklyn, a 19 de Janeiro de 2014, deixado para trás uma legião de fãs quase de culto e um estatuto inquestionável no underground norte-americano.

Tendo começado a carreira a solo em 2012 — que já conta com dois álbuns, I Look Like ShitSummer Seven Club Single — Jeff Rosenstock disponibiliza agora o terceiro trabalho para streaming no Soundcloud. We Cool? é o nome do conjunto de doze canções sobre o quotidiano de Rosenstock: andar em tour, ir a house shows e beber cerveja. We Cool? é honesto, alegre, introspectivo e é também a prova de que tudo corre bem quando se faz música por uma única razão: gostar mesmo disto.

jrosenstockwhocool_capa

We Cool?:

  1. “Get Old Forever”
  2. “You, In Weird Cities”
  3. “Novelty Sweater”
  4. “Nausea”
  5. “Beers Again Alone”
  6. “I’m Serious, I’m Sorry”
  7. “Hey Allison!”
  8. “Polar Bear Of Africa”
  9. “Hall Of Fame”
  10. “All Blssed Out”
  11. “The Lows”
  12. “Darkness Records”
Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!