Portugueses de fora dos 100 candidatos finalistas a colonizar Marte


Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

O desafio é, no mínimo, sofisticado: ir visitar o planeta Marte, apenas com bilhete de ida. A Mars One prevê o envio da primeira equipa de quatro colonos terrestres para o planeta vermelho em 2024. A terceira ronda de selecção já começou, com o anúncio dos 100 candidatos que vão agora ser postos à prova, para demonstrar a aptidão individual para viver em condições diferentes como as de um planeta que não o nosso.

Entre os 202 586 candidatos iniciais, dispostas a mudar de morada, encontravam-se os nomes de alguns portugueses, mas agora, entre os 50 homens e 50 mulheres que passaram à terceira fase, apenas se encontram 31 europeus, dois dos quais espanhóis, 16 pessoas provenientes da Ásia, sete da Oceânia, e 39 do continente americano.

O projeto de colonização de Marte é liderado pelo engenheiro holandês Bas Lansdorp e desde 2012 já conseguiu a inscrição de 202.586 pessoas. Mas dos seis mil milhões de dólares necessários para a viagem, a equipa do Mars One ainda só angariou cerca de 760 mil dólares.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.