Uber vai desenvolver carros autónomos


 
Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

A Uber e a Universidade Carnegie Mellon, em Pittsburgh, EUA, celebraram esta segunda-feira uma parceria para criar o Uber Advanced Technologies Center, um centro de investigação focado no desenvolvimento de carros autónomos e seguros.

De acordo com o TechCrunch, o novo laboratório da Uber incluirá mais de 50 cientistas da Carnegie Mellon, bem como do National Robotics Engineering Center, um instituto afiliado com a universidade. De referir que a Carnegie Mellon foi a casa do Mars Rover e de outros importantes projectos de robótica.

“Estamos entusiasmados em juntarmo-nos à comunidade de Pittsburgh e aos especialistas da Universidade Carnegie Mellon, cuja amplitude e profundidade de conhecimento técnico, particularmente na área de robótica, são incomparáveis”, refere em comunicado o Chief Product Officer da Uber, Jeff Holden.

O desenvolvimento de carros autónomos é, sem dúvida, um projecto importante para a Uber e encaixa na visão da empresa de criar cidades mais eficientes. No fundo, a Uber imagina um futuro idêntico ao da Google: um futuro onde há carros a circular autonomamente (leia-se: sem condutor) nas ruas, que tu podes chamar a qualquer momento para te levarem para o destino que pretendes.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.