E se as paredes se vingassem das pessoas que urinam nelas?


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

O bairro de St. Pauli, em Hamburgo, é um dos locais onde a cidade alemã faz a sua noite, deixando no dia seguinte aquele odor forte que todos conhecemos. Fartos de ter as paredes do seu decoradas pelos apreciadores de diversão nocturna, alguns habitantes locais juntaram-se para por em prática uma solução original.

Utilizando uma tinta hidrofóbica, desenvolvida pela Nissan, pintaram algumas paredes do bairro de St. Pauli. Assim que um qualquer líquido atinja uma superfície que recebeu a camada de tinta, retorna ao seu emissor – ou seja, se uma pessoa se aliviar numa das paredes “pintadas”, recebe a sua própria urina nos pés e na roupa.

It’s peeback time!

O Shifter precisa de cerca de 1600 euros em contribuições mensais recorrentes para assegurar o salário aos seus 2 editores. O teu apoio é fundamental!