Facebook reforça aposta no vídeo com 360 graus e não só


Não só de Messenger se falou no primeiro dia de F8. Em palco, Mark Zuckerberg mostrou a diversidade de apps que compõe o plataforma da empresa e detalhou a evolução do tipo de conteúdo partilhado ao longo da última década. De texto para fotos, agora partilhamos vídeo e o próximo passado – disse o fundador do Facebook – é a realidade virtual.

Nesse sentido, o Facebook vai começar a suportar vídeo 360 graus, seguindo os passos do YouTube. Este tipo de vídeos pode ser explorado de vários ângulos e perspectivas, oferecendo uma experiência imersiva dentro do News Feed. Zuckerberg não especificou datas para o início do suporte de vídeo 360 graus, referiu apenas que está para breve.

f8_futuroconteudo

O executivo mostrou ainda uma nova forma de partilhar conteúdo de apps de terceiros para o Facebook. Chama-se Share Sheet e pretende unificar todas as diferentes interfaces que existem de partilha numa interface única, em que o utilizador perceba o que está a partilhar e com quem está a partilhar. O Share Sheet será implementada no futuro.

f8_sharesheet

No F8, Mark Zuckerberg fez questão de reforçar o quão grande é a marca Facebook. Não só abrange a rede social homónima, como inclui o Groups, o Messenger, o Instagram e o WhatsApp. Há muito que o Facebook deixou de ser um só serviço para abranger vários, e o objectivo é aumentar a oferta, garantiu Zuckerberg.

f8_diversidadeservicos

Incorporar vídeos do Facebook como quem incorpora vídeos do YouTube

Deborah Liu, directora de plataforma do Facebook, apresentou dois novos social plugins. Um deles vai ser muito útil para os media: permite sincronizar os comentários feitos a um artigo na página desse artigo com os comentários deixados no link partilhado no Facebook e vice-versa.

f8_socialcomments

A outra é mais uma resposta ao YouTube. Até aqui, se quisesses incorporar um vídeo do Facebook num site externo tinhas de incorporar o post que o acompanha, mas agora podes incorporar apenas o vídeo, fazendo-o parecer um vídeo do YouTube.

No canto superior do post do vídeo, escolhes “embed video”. Depois só tens de copiar o código e colar no teu site.

f8_embedvideo01

f8_embedvideo02

Usar um vídeo do Facebook num site pode ser muito mais vantajoso que um vídeo do YouTube, uma vez que as views que o mesmo angariar no site impactam depois o reach do post no Facebook, fazendo-o chegar a mais pessoas.

O F8, a conferência do Facebook destinada a programadores, prossegue hoje com novidades do Connectivity Lab, do Facebook AI Research e da Oculus.