Bons Sons 2015 com 8 novas confirmações


De 13 a 16 de Agosto, a aldeia de Cem Soldos fecha-se para acolher apenas artistas portugueses, alguns bastante recentes — que se deram a conhecer em nome próprio há menos de cinco anos — e com registos musicais distintos. Esta terça, a organização revelou que o cartaz contará também com Sequin, Bruno Pernadas, Júlio Resende, Hitchpop, Peixe:Avião, Xinobi, Riding Pânico e D’Alva.

Sequin

A voz de Ana Miró, na sua primeira aventura a solo, é o grande destaque para um som fresco, que agarra nas duas mãos as entranhas da pop e da electro. Leva-nos por caminhos de mistério, de sensualidade e de exotismo. Penelope marca a estreia da cantautora nascida em Évora, um resultado sólido do seu talento natural enquanto compositora.

Bruno Pernadas

How can we be joyful in a world full of knowledge é o projecto de estreia em nome próprio deste compositor-multi-instrumentista. Tem a virtude de conter dentro muitas músicas, muitas ideias que se cruzam e entrelaçam para nos oferecer algo de singular. Com Jazz de formação, Bruno Pernadas dá alma a um disco de quem ama discos. Música de quem ama música.

Júlio Resende

Júlio Resende é já um dos mais prestigiados pianistas nacionais e neste projecto ele recria, ao Piano, algumas canções do repertório de Amália Rodrigues. A tradição e a modernidade convivem em harmonia, onde o património é preservado pela inovação e onde o Fado e a Saudade se soltam nos caminhos da improvisação.

Hitchpop

Hitchpop é um jazz-suspense à moda do realizador com (quase) o mesmo nome. Junta 3 músicos do Porto a desembrulhar canções e improvisos, dois proeminentes novos valores do Jazz – Marcos Cavaleiro, João Guimarães – e um activo do rock nacional – Miguel Ramos (Mesa, Supernada, Jorge Palma, NACO).

Peixe:Avião

Nasceram em Braga no verão de 2007 e conquistaram a atenção do público nacional. Três álbuns depois e a banda de indie-rock continua a reinventar-se na composição e na música que irradia. A singularidade de peixe : avião é a nova portugalidade, como se todo o singelo das pequenas coisas se tornasse som e palavra.

Xinobi

Xinobi é Bruno Cardoso, músico e produtor, um eterno jovem português obcecado com música. Apesar de poderem ser rotuladas como disco, house, electro ou techno, as suas músicas têm uma carismática marca de água, vão do funk a um ambiente mais deep, com a coerência de uma banda sonora que une as palmeiras de Miami às noites gélidas de Berlim.

Riding Pânico

Nos intervalos dos álbuns (Lady Cobra em 2008 e Homem Elefante em 2013) os post-rockers mantêm-se em concertos com um público fiel. Composto por membros de Paus, If Lucy Fell e Men Eater, cada música do seu rock instrumental é como um desembrulhar dum presente, o ritmo e a intensidade variam e deixam-nos levar por um multiplex de sensações.

D’Alva

Alex D’Alva Teixeira e Ben Monteiro têm uma década a separá-los, mas a divisão acaba aí. A música que fazem juntos é agregadora mesmo quando se arriscam a misturar influências. É isso que D’Alva promove: a ideia de inclusão, de o todo ser maior do que a soma das partes. Os D’Alva são exímios em transformar todas as suas referências fragmentadas em favor da união.