Daniel Craig recusou 5 milhões da Sony porque Bond só usa o “melhor”


5 milhões de dólares não são suficientes para Daniel Craig segurar um Xperia Z4. A Sony ofereceu este valor monetário ao actor que dá vida à personagem James Bond para esta segurar o telemóvel da marca.

E-mails publicados na última terça-feira na Wikileaks detalham o processo de negociação entre a Sony e a equipa de Bond para enquadrar o Xperia Z4 no universo da personagem. “Hoje… a Sony Electronics alocou por agora budget para o seguinte: $ 18MM ATL Advertising commitment, $ 5MM Daniel Craig FEE, $ 5MM Production Budget”, lê-se num dos e-mails, trocado a 2 de Outubro do ano passado pelo executivo da Sony George Leon.

Mas num outro e-mail, também de George Leon, enviado dia 15, percebemos que Sam Mendes, realizador do próximo 007, e Daniel Craig não ficaram convencidos com a proposta da Sony. “Para além do factor $$, existe, como deve saber, um factor criativo, isto é, o Sam e o Daniel não gostam do telemóvel para o filme (o motivo é que James Bond só usa o ‘melhor’, e nas visões deles, o telemóvel da Sony não é o ‘melhor’)”, lê-se.

O mesmo e-mail sugere que Sam e Daniel tiveram uma reunião com Barbara Broccoli, filha de Albert Broccoli, produtor dos filmes originais de James Bond, para discutir a possibilidade de product placement em Spectre“Dito isso, David diz que, se a Sony fizesse uma oferta justa, a Barbara, armada com uma proposta financeira sólida, conseguiria trabalhar com o Sam e o Daniel e lançar essa proposta criativamente. Obviamente que ele não consegue garantir esse resultado (ele avisou), mas ele pareceu bastante genuíno e honesto na nossa chamada.”

Os e-mails sugerem também que a Samsung fez uma proposta mais alta que a da Sony com 50 milhões de advertising commitment (a Sony ofereceu 18 milhões, recorde-se). Não existe, contudo, nenhuma confirmação oficial de qual a marca que Bond vai usar, isto é, se a oferta da Samsung foi aceite.

Em Skyfall, o último filme 007, Bond usou um Sony Xperia T.