Filmes de Manoel de Oliveira em exibição em Portugal e fora dele


Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Um pouco por todo o país vão ser exibidos filmes de Manoel de Oliveira numa homenagem ao cineasta, falecido na última quinta-feira. O Cinemas NOS, a UCI Cinemas e o Cinema Ideal, por exemplo, associam-se para exibir versões restauradas e remasterizadas em alta definição de alguns dos seus filmes. Aniki-Bóbó, Douro Faina Fluvial, Acto da Primavera e A Caça. vão estar nas salas de 9 a 22 de Abril.

Os filmes serão exibidos em sessões especiais no Porto (Cinemas NOS Amoreiras, Cinemas NOS Dolce Vita) e em Lisboa (UCI Cinemas El Corte Inglês, UCI Cinemas Arrábida Shopping e Cinema Ideal). Estas são as datas:

  • 9 a 15 de Abril: Aniki-Bobó e Douro Faina Fluvial
  • 16 a 22 de Abril: Acto da Primavera e A Caça

Para detalhes sobre estas sessões, aconselhamos o contacto junto das salas anteriormente indicadas ou do número 16996 (Cinemas NOS).

Braga e Barcelos, também!

Mas não só nas grandes cidades se vai homenagear Manoel de Oliveira. Em Barcelos, a Associação Cultural ZOOM vai promover de 12 a 26 de Abril três sessões de cinema de entrada gratuita, com início marcado para as 16 horas:

  • 12 de Abril: Um Filme Falado
  • 19 de Abril: Vale Abraão
  • 26 de Abril: Aniki-Bobó

Já em Braga, o elogio à infância – que é, como quem diz, o Aniki-Bobó – vai ser exibido às 10 horas de dia 23 de Abril na Escola Francisco Sanches. A sessão, promovida pelo Cineclube Aurélio Paz dos Reis, enquadra-se nas comemorações de abertura das novas instalações desta escola bracalense.

A homenagem estende-se a França

Em França, onde estrearam muitos dos seus filmes, Manoel de Oliveira foi recordado com pesar, com várias figuras públicas e organismos culturais a lamentarem a perda para a cultura e para o cinema. O Cinéma le Grand Action, em Paris, decidiu homenagear o realizador português com uma semana de exibições regulares do cinema de Oliveira.

A partir de quarta-feira e até ao dia 14 serão recordados na capital francesa filmes como O Gebo E A Sombra, última longa-metragem de Manoel de Oliveira, Aniki Bobó, primeira longa de ficção, e O Estranho Caso De Angélica, no qual recupera um projeto com mais de 50 anos. A estes juntam-se O Acto Da Primavera, Belle Toujours, Cristóvão Colombo: O Enigma, Francisca, Benilde Ou A Virgem Mãe, O Passado E O Presente, Singularidades De Uma Rapariga Loura e, a terminar, O Espelho Mágico.

 

Se não conheces a obra de Manoel de Oliveira, este mês é uma boa oportunidade para tal. Seja em Lisboa, no Porto, em Barcelos, em Braga ou em Paris.

Actualizaremos este artigo se tivermos conhecimento de outras sessões.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.