Google vai fotografar linhas férreas portuguesas para o seu Street View


Depois da Suíça, segue-se Portugal na experiência de colocar uma câmara de 360º numa composição ferroviária. A ideia é percorrer uma linha ferroviária de ponta a ponta, possibilitando ao utilizador a perspectiva do maquinista do comboio através do conceito de Street View. Os 360º vão mostrar a linha férrea e a paisagem circundante destas zonas a que, doutra forma, só teríamos acesso ao estarmos na cabine do maquinista.

O projecto promete: nos Alpes Suíços, a Google filmou uma viagem de 130 quilómetros pela Ferrovia Retica, uma das linhas férreas mais bonitas do mundo. A imagem passa por viadutos, pontes, montanhas, lagos… Na linha férrea considerada Património Mundial da Humanidade pela UNESCO.

A linha do Douro será a primeira a ser filmada, já esta quinta-feira, 23 de Abril. Depois seguem-se as linhas de Cascais, do Norte e do Oeste, numa cooperação entre a Google, a CP e a Refer.
Durante 13 dias serão percorridos mais de 700 quilómetros pelos caminhos-de-ferro portugueses, e as imagens só estarão disponíveis online três meses depois.

As imagens que o “comboio da Google” vai recolher podem promover o turismo da região do Douro (ao passar numa zona que também é Património Mundial da Humanidade) mas também das zonas de Lisboa e Cascais.

No entanto, pôr este projecto em circulação tem-se revelado difícil, porque implica que um vagão seja empurrado por uma máquina, quando a regulamentação ferroviária estipula que as locomotivas reboquem os vagões ou as carruagens em vez de as empurrarem. A autorização para que seja empurrado um vagão é assinada pelo Instituto da Mobilidade e dos Transportes.

O projecto envolve a Google Polónia, Google Espanha, Google Suíça e Google Portugal.