Tribunal determina suspensão da actividade da Uber no Brasil


Um dia depois de a Uber ter sido proíbida temporariamente em Portugal, uma decisão semelhante foi tomada no Brasil.  O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo ordenou, esta quarta-feira, a suspensão da actividade da empresa norte-americana no país.

A Justiça de São Paulo deu razão ao sindicato de taxistas do Estado, determinando a suspensão das actividades da empresa na cidade de São Paulo e também em todo o restante Brasil, sob pena de multa diária de 100 mil reais (qualquer coisa como 30 500 euros).

A sentença determina ainda que a Google, a Apple, a Microsoft e a Samsung deixem de distribuir a app nas suas lojas online e que suspendam remotamente as apps Uber que os utilizadores que já tenham instalado nos seus telemóveis.

A Uber está a operar nas cidades brasileiras São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte com o serviço UberBLACK.

Em comunicado, a Uber brasileira refere que “as inovações tecnológicas trouxeram inúmeras oportunidades para as pessoas e as cidades. É por meio da tecnologia que as cidades vão se tornar cada vez melhores e mais acessíveis para o cidadão, que precisa ter seu direito fundamental de escolha assegurado”. A empresa reforça ainda o seu “compromisso em oferecer aos paulistas uma alternativa segura e confiável de mobilidade urbana” e avisa que “não foi notificada sobre esta decisão”.