Um imigrante invisível no meio de Manhattan é capa da New York Times Magazine


Nova Iorque, o ganha-pão de inúmeros imigrantes, que na maior parte dos casos passam despercebidos no dia-a-dia da cidade. Foi precisamente esta invisibilidade que a New York Times Magazine decidiu mostrar na capa da sua última edição.

Convidou o artista francês JR a estampar no chão da praça triangular em frente ao Flatiron Building, em Manhattan, a imagem de Elmar Aliyev, um jovem imigrante de 20 anos, que veio do Azerbaijão para os Estados Unidos há poucos meses. Fê-lo à noite, sem dar nas vistas, através de uma colagem de papéis.

Com quase 46 metros de altura, o retrato ficou na movimentada praça durante um dia inteiro e foi pisado por milhares de pessoas, que nela circularam sem sequer darem conta de que se tratava de um retrato.

A peça foi fotografada por JR, que sobrevoou a zona, de helicóptero, na hora do almoço, quando a iluminação natural era mais favorável para evitar as sombras dos prédios em redor.

Foi com a mesma invisibilidade com que surgiu que a imagem de Aliyev desapareceu, 24 horas depois. A New York Times Magazine documentou todo o processo:

Elmar Aliyev não foi o único imigrante que JZ decidiu colar no asfalto de Nova Iorque. Espalhou outros retratos por 5 dos principais bairros da cidade que nunca dorme, em paredes, ruas e becos. As obras estão a ser descobertas pelos utilizadores através da hashtag #WalkingNewYork, mas há um mapa que os pode ajudar na “investigação”.

walkingnewyorknytm_02