Vais voltar a passar horas em frente à televisão com o novo ‘Guitar Hero’


Depois de 5 anos em mute, o jogo que deu vida à guitarra imaginaria está de volta. Direcionado para os novos modelos de distribuição de música, para as novas consolas e sem os bonecos animados do passado (amém!), o Guitar Hero renasce.

Guitar Hero Live, a nova iteração do famoso jogo, foi anunciado na semana passada e conta com uma nova guitarra – mais semelhante a uma guitarra a sério –, filmagens na primeira pessoa em palco e “centenas” de composições para tocar.

guitarherolive_guitarra

Desde a última versão do jogo a indústria musical sofreu muitas alterações. Como referiu Tyler Michaud, gestor de produto da Activision, em conferência de imprensa, “em 2010, eu tinha um MP3 no meu bolso, que tinha muita música, mas ainda assim era uma selecção contida. Hoje, se queremos uma música em particular basta procurá-la – na cloud, nos serviços digitais, é indiferente”. Além de existir uma maior proliferação de conteúdos músicais hoje em dia, os festivais de música nunca foram tão populares. Os criadores do jogo tomaram estes novos sintomas em consideração e Guitar Hero Live é a resposta, “a reinvenção do Guitar Hero”.

Juntamente com Guitar Hero Live a Activision apresentou também uma plataforma de competições para multiplayers, seja no mesmo palco ou em palcos à distância. Guitar Hero TV é, segundo a empresa, “a primeira rede de música ao vivo jogável do mundo”.

O jogo vai ser desenvolvido pela Freestyle Games, o mesmo estúdio que no passado também desenvolveu os jogos de DJ Hero. Abandonando (finalmente) os bonecos estilo cartoon das versões anteriores, o novo jogo pretende dar uma experiência imersiva e recriar o melhor possível a sensação de estar num palco real. Usando um sistema com duas câmaras na gravação dos clips, a intenção é simular reações por parte do público em tempo real. Se tocares 2 notas erradas seguidas, parte do público automaticamente começa a protestar. À medida que começas a evoluir no jogo começas a tocar para públicos maiores, que nem uma rockstar.

Mas o novo Guitar Hero Live não vive só de rock, incluindo músicas indie, punk e até mesmo EDM. A diversidade de conteúdos musicais é soberana. Apesar de ainda não ter sido revelado o número exacto de músicas no jogo, a Activision fala em “centenas”. The Black Keys, Fall Out Boy, Green Day, Ed Sheeran, The War on Drugs, The Killers e Skrillex são alguns dos artistas com concertos já confirmados no novo jogo.

Quanto à nova guitarra, a preocupação foi – tal como nas imagens – aproximar a experiência do jogo à realidade. Neste caso, a aproximação não pode ser demasiada senão teríamos de ser todos Jimmy Hendrixs. “A nova configuração nasceu do desejo de dar, à mão no braço da guitarra, algo que se assemelhasse ao que o guitarrista faz. Com duas filas de botões, os dedos do jogador fazem as formas dos acordes. O desafio é ter de colocar os dedos no sítio certo e nem tanto andar com eles para cima e para baixo no braço, o mais depressa possível.” esclareceu Jamie Jackson, fundador e Director Creativo da Freestyle.

O Guitar Hero Live vai estar disponível na PlayStation 3, PS4, Xbox 360, Xbox One e Wii U. As versões para smartphone e tablets chegarão depois, sem datas anunciadas para já.

guitarherolive_02

guitarherolive_03