17 fotos que nos fazem questionar o que andamos a fazer ao nosso mundo

A colecção apresenta-nos imagens provenientes dos mais distintos sítios do mundo.

Todos os dias, a população mundial média cresce em número. Todos os dias são mais 220 mil pessoas no mundo. A população humana está mais numerosa do que em toda a história universal. Como resultado de um mundo cada vez mais cosmopolita, os grandes centros urbanos acolhem diariamente milhares de pessoas e produzem quantidades incomensuráveis de resíduos.

Já em 1960 as pessoas, em média, produziam uma quantidade de lixo considerável, que poderia, por ventura, traduzir-se em consequências ambientais graves, num futuro próximo. Em 2015, cada ser humano produz em média mais de 4 kg de resíduos diários, um valor 60% superior ao registado em 1960.

Durante anos o consumo aumentou exponencialmente, sem que se tivesse controlo efectivo sobre o mesmo, ou se pudesse sequer perspectivar com certeza quais os impactos reais das “novas” sociedades de consumo no planeta.

Como alerta, e tendo em conta que os próximos meses serão fundamentais para antecipar o futuro ambiental na Terra, The Foundation for Deep Ecology e o Population Media Center produziu uma colecção de imagens absolutamente arrepiante, onde podemos observar os efeitos nefastos das sociedades contemporâneas, que perpetuam o excessivo consumo e desperdício.

Missie Thurston, director de marketing e comunicação do Population Media Center, adiantou que “este é um problema com a qual as pessoas se preocupam, mas não é suficientemente discutido nos meios de comunicação”.

A colecção apresenta-nos imagens provenientes dos mais distintos sítios do mundo, realmente incríveis e que deixa a maioria de nós, com certeza, perplexa.

Em Setembro deste ano, os líderes mundiais vão reunir-se com vista a chegar a acordo em relação ao desenvolvimento sustentável. Paris, será o palco da reunião das Nações Unidas, desta feita em Dezembro, onde se delinearão os limites obrigatórios para a poluição. De ambos os concílios sairão metas e directrizes que ditarão o destino ecológico do nosso planeta. 

A colecção do Population Media Center nasce como alerta. A esperança reside em conseguir “espalhar a palavra” e assim gerar sensibilização e alguma mudança comportamental junto das pessoas. Esperemos que não exista necessidade de um alerta semelhante no futuro. [foto de capa: Cidade do México, capital do México, uma das cidades mais populosas do hemisfério ocidental.]

populationspeakout_02

Desperdícios electrónicos, originários de todo o mundo, que acabam amontoados em Accra, Gana

populationspeakout_03

Nova Deli, Índia. Muitos dos aterros da cidade estão em ruptura. A população Deli ultrapassa os 25 milhões de pessoas

populationspeakout_04

Campo de petróleo próximo do rio, California, EUA

populationspeakout_05

Central energética de carvão, Reino Unido

populationspeakout_06

Svalbard, Noruega. Urso polar morto depois de não conseguir encontrar gelo

populationspeakout_07

Gigante área de mineração, a céu aberto em Alberta, Canadá. Pode ver-se do espaço

populationspeakout_08

Praia de alcatrão. Alberta, Canadá

populationspeakout_09

Produção industrial de gado, Brasil

populationspeakout_10

North East, Svalbard, na Noruega. O aumento das temperaturas globais tem mudado profundamente a paisagem

populationspeakout_11

Ilha Vancouver, Canadá

populationspeakout_12

Pesca de arrastão ao largo da costa da Mauritânia, Oceano Atlântico

populationspeakout_13

Desflorestação na Amazónia, Brasil. Parte da floresta deu lugar a um campo de criação pecuária

populationspeakout_14

Bangladesh, um dos maiores produtores mundiais de vestuário

populationspeakout_15

Gigante plantação de óleo de palma, Indonésia

populationspeakout_16

Los Angeles, Califórnia. A cidade é conhecida por ter mais carros que pessoas

populationspeakout_17

Agricultura industrial em Almeria, Espanha