Nova série documental ‘American Genius’ retrata as rivalidades que fizeram avançar o mundo


O National Geographic Channel vai apresentar na próxima segunda feira, dia 1 de Junho, nos Estados Unidos, a série documental American Genius, que nos promete mostrar as rivalidades que fizeram avançar o mundo. O primeiro episódio foca-se na “batalha” tecnológica entre Steve Jobs e Bill Gates.

O herói e o seu nemesis são os dois elementos essenciais para qualquer história épica perdurar nos livros de história. Nos 8 episódios de American Genius, vamos ver que por detrás de um grande génio esteve sempre um grande rival – um adversário imparável que fez da sua visão, determinação e ambição o seu jogo.

O primeiro episódio de American Genius vai estrear já esta segunda-feira nas casas norte-americanas (não sabemos quando a série será transmitida em Portugal). Ao longo do mês de Junho, vão ser analisadas os “conflictos” que levaram às inovações mais importantes do mundo moderno: dos computadores (Steve Jobs vs Bill Gates) ao jornalismo (William Randolph Hearst vs Joseph Pulitzer), sem esquecer os revólveres (Samuel Colt vs Daniel Wesson), as armas atómicas (Werner Heisenberg vs Robert Oppenheimer), o espaço (Werner Von Braun vs Sergei Korolev), a televisão (Philo Farnsworth vs David Sarnoff) e a luz eléctrica (Thomas Edison vs Nikola Tesla).

Do total de oito episódios, destacamos quatro:

Jobs vs Gates: o computador pessoal

(estreia EUA: 1 de Junho)

É uma história que já todos conhecemos. Depois da morte de Steven Paul Jobs a 5 de Outubro de 2011, a sua vida e o seu passado da Apple têm sido alvo de extensos estudos. Desde biografias a filmes e agora a um mini-documentário. O episódio Jobs vs Gates recai no facto de ambos terem trabalhado juntos e mais tarde se terem tornado rivais na busca do computador pessoal perfeito.

Wright vs Curtiss: o homem voador

(estreia EUA: 1 de Junho)

O Homem sempre teve como principal objectivo superar-se e almejar algo maior e mais evoluído que ele próprio. O desejo de voar foi, durante muitos séculos, incansável. Mas, em 1903, os Irmãos Wright são considerados os inventores da segunda máquina voadora, mais pesada que o ar. A grande novidade introduzida pelos Wright foi o controlo da aeronave nos três eixos, permitindo assim um controlo efectivo. Já Glenn Curtiss era especialista em motores, tendo iniciado a sua carreira primeiro na construção de bicicletas e só depois nas motas.

Oppenheimer vs Heisenberg: a luta pela bomba atómica

(estreia EUA: 22 de Junho)

Julius Robert Oppenheimer, físico teórico é considerado o pai da Bomba Atómica americana, desenvolvida debaixo do projecto Manahtten, durante a Segunda Guerra Mundial. Do outro lado do Atlântico, temos Werner Heisenberg, também físico teórico e especialista em mecânica quântica. Juntos, ainda que rivais, foram responsáveis pelo avanço na área da indústria nuclear e do armamento atómico. Oppenheimer acabou por conseguir desenvolver a bomba atômica primeiro que Heisenberg, o que ditou a vitória dos Americanos com os lançamentos em Hiroshima e Nagasaki. Mas e se tivesse sido ao contrário?

Edison vs Tesla: a luta pela electricidade

(estreia EUA: 22 de Junho)

Tomás Edison é considerado um dos maiores inventores do mundo – e legitimamente. Criou o telefone, a máquina de filmar e a primeira lâmpada capaz de se manter ligada durante períodos longos. Edison também desenvolveu um sistema de alimentação eléctrica, chamado corrente directa, capaz de fornecer energia a casas de habitação. O único senão da sua invenção era a aplicabilidade e eficiência: a corrente directa tinha uma baixa voltagem e não conseguia cobrir grandes áreas. Edison contratou Nikola Tesla, um cientista sérvio, para resolver o problema da sua invenção com a promessa de 50 mil dólares (em 1884 era uma quantia exorbitante). Depois de Tesla ter criado a corrente alternada, Edison não pagou o prometido. Este é apenas um pequeno exemplo da controvérsia gerada a volta destes dois grandes inventores.