O novo Google Cardboard é compatível com iPhone e permite “expedições” virtuais


novo Google Cardboard iPhone

A chegada do Google Cardboard foi um excelente notícia para todos os amantes de realidade virtual que não tivessem muito dinheiro para gastar num equipamento. Desde o seu lançamento que a Google já vendeu mais de um milhão de unidades, anunciou ontem no Google I/O – e espera-se que passe a vender muitas mais, já que foi anunciado um novo modelo, que funciona com telemóveis de 6 polegadas.

Feito de cartão e fácil de montar, a Google conseguiu criar um equipamento barato e que oferece a possibilidade de experimentar a realidade virtual. Para isso, bastava apenas colocar um telemóvel Android na parte da frente do equipamento e abrir a app para esse efeito.

Contudo, a gigante das buscas continua a não se esquecer de quem é comprador dos dispositivos da Apple e criou também uma versão do software para iOS. A nova app é gratuita e já está disponível para download na iOS App Store. Se tens um iPhone 5 ou mais recente, só tens de ir a esta página e comprar um Google Cardboard (é coisa para custar pelo menos ZERO dólares).

novogooglecardboard

O novo modelo do Cardboard tem um novo botão na parte superior, desaparecendo assim o anel magnético. Para além de facilitar a montagem do produto, esta mudança faz com que o equipamento seja compatível com vários smartphones do mercado. Mas a principal novidade do novo Cardboard é a sua compatibilidade com telemóveis de 6 polegadas, como o Nexus 6 ou o iPhone 6 Plus.

O TechCrunch já teve a oportunidade de experimentar os novos óculos de cartão e confessou que foi a melhor experiência que teve com eles, incluíndo o Nexus 5 e o Nexus 6, da própria Google.

A realidade virtual na sala de aula

No Google I/O ficámos a conhecer ainda uma nova experiência que vai ser possível com o Cardboard dentro de uma sala de aula. O Experiences pouco vai dizer aos portugueses, mas nas salas de aula norte-americanas vai simular visitas de estudo aos locais mais inusitados do planeta. Como? Cada aluno usa um Cardboard e o professor, através de um tablet, escolhe as experiências que a turma vai experienciar, todos ao mesmo tempo de forma sincronizada.

Para tudo isto funcionar, os alunos (exploradores) usam uma nova app do Cardboard chamada Expeditions, que sincroniza com o software que o professor (líder da expedição) tem no seu tablet.