Uma obra de arte interactiva feita com pompons


Apesar de o uso de tecnologia interactiva não ser novidade, só agora é que projectos deste tipo ganham terreno e são reconhecidos como peças de arte. É o caso do PomPom Mirror, de Daniel Rozin, um artista de Nova Iorque.

O espelho de pompons usa centenas de motores para sincronizar 928 bolas de pêlo falso de forma a criarem o reflexo da pessoa que está à sua frente, alternando a cor de acordo com o reflexo, resultando em silhuetas fantasmagóricas que desaparecem lentamente.

A exposição é uma forma de extensão do interesse de Daniel Rozin em imitar os efeitos de um espelho em superficies não reflectoras.

Ao explorar as capacidades de tecnologia interactiva, os artistas conseguem envolver os espectadores e visitantes na obra, tornando-os uma peça importante na sua exposição.

Assim, o PomPom Mirror é parte da nova exposição “Descent with Modification”, de Rozin, que está instalada na Bitforms Gallery. O artista tem várias peças de arte interactiva, usando vários materiais diferentes para criar espelhos, incluindo peluches de pinguins.

Em baixo podes ver mais imagens deste espelho, mas visita esta página para veres que outras peças de arte interactiva Daniel Rozin criou.

drozinpompommirror_02

drozinpompommirror_03

(fotos: Bitforms Gallery, Nova Iorque)