Brincar com um Oculus Rift vai custar aproximadamente 1 500 dólares


Oculus Rift preço

Brendan Iribe, CEO da Oculus, empresa de realidade virtual do Facebook, deu esta quarta-feira mais alguns detalhes sobre o Oculus Rift, os óculos que vão chegar às lojas no início de 2016. Um deles sobre o preço provável do equipamento e do computador indispensável para o operar.

Na prática, brincar com um Oculus Rift vai custar cerca de 1 500 dólares.

“Estamos a falar de um preço que inclui tudo. Se precisares mesmo de comprar um computador novo e se comprares os Rift, vais gastar no máximo algo como 1 500 dólares”, disse Bredan Iribe. “Com o tempo, o objetivo é conseguir baixar estes valores para a casa dos 1 000 dólares”, acrescentou.

oculusrift

Para usar o Oculus Rift vai ser obrigatório um computador que cumpra determinados requisitos, o que significa que possivelmente alguns consumidores terão de actualizar as suas máquinas se quiserem investir na realidade virtual da Oculus. De que requisitos estamos a falar? Destes:

  • placa gráfica Nvidia GTX 970 / AMD 290 equivalente ou superior
  • processador Intel i5-4590 equivalente ou superior
  • memória RAM de 8GB ou superior
  • saída HDMI 1.3
  • duas portas USB 3.0
  • Windows 7.1 Service Pack 1 ou uma versão mais recente

Actualmente, o Oculus Rift só está ao alcance dos programadores, num kit vendido por cerca de 350 dólares. Um preço que não fica muito longe dos 1 500 dólares, se descontarmos o preço do computador.

A realidade virtual vai criar novas oportunidades de gaming e a Oculus vai explorar este campo na conferência E3, que decorrer já em Junho. De acordo com Brendan Iribe, a empresa detalhará os comandos que os jogadores precisarão de usar com o equipamento. Por exemplo, a Sony vai tornar os comandos da PlayStation compatíveis com o seus óculos de realidade virtual Project Morpheus.

Iribe revelou ainda intenções de a empresa desenvolver uma versão do equipamento para crianças. “Um dia, queremos definitivamente ter um Oculus para crianças. Especialmente para uso educacional”, disse o executivo.