YouTube passa a suportar livestreams a 60 fps


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

No ano passado, o YouTube passou a suportar vídeo a 60 frames por segundo. Agora estendeu a funcionalidade ao livestreaming. A novidade vai agradar particularmente aos gamers; quem não vai gostar nada dela é o Twitch.

Apesar de estar a querer extender-se para outras áreas, o Twitch continua a ser o grande nome no livestream de jogos. A plataforma da Amazon tem os gamers, um público no qual o YouTube também está interessado.

A 60 fps, o livestreaming de jogos no YouTube passa a ser uma experiência muito mais rica para o espectador que os actuais 30 fps. Olhos mais atentos vão notar diferenças significativas. De acordo com a empresa, o livestreaming a 60 fps não é só para gaming, mas também para outros conteúdos de acção-rápida, como transmissões desportivas.

Qualquer app que use o API de livestreaming do YouTube tem acesso à qualidade de 60 fps. A empresa disse que trabalhou com a Elgato e a XSplit, dois nomes fortes do gaming, para suportar a nova tecnologia.

De seguida, podes ver um vídeo de gaming em 1080p 60fps.

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!