O drama do choro com maquilhagem testado com um drama clássico do cinema


Este artigo é gratuito como todos os artigos no Shifter.
Se consideras apoiar o nosso trabalho, contribui aqui.

Que atire a primeira pedra quem nunca ficou com a maquilhagem borrada depois de uma notícia menos boa, de uma festa surpresa, ou de uma saída do banho. É inevitável. E infelizmente já aconteceu nos lugares mais improváveis e nas alturas menos propícias.

Eu, por exemplo, sou aquela pessoa que dorme maquilhada e no dia seguinte, se for à praia, saio do mar estilo panda. E sou também aquela que chora com todos os anúncios lamechas, com os romances de domingo à tarde e com as chegadas nos aeroportos.

Reconhecendo este drama feminino, a L’Oréal resolveu criar um rímel à prova da água e testá-lo usando um desses mesmos filmes.

Através da campanha “The Waterproof Experience”, criada pela McCann México, a marca de cosmética francesa maquilhou 100 mulheres de diferentes idades e levou-as para uma sala de cinema onde um clássico de 195 minutos as esperava.

Cliché ou não, a película escolhida foi o suficiente para serem derramadas milhares de lágrimas. Na verdade, tratava-se de uma história de amor proibida, um naufrágio e uma despedida para sempre. Por outras palavras, o Titanic foi o derradeiro teste para este rímel e surpreendentemente, após 162 minutos de choradeira, as protagonistas da iniciativa continuavam com as pestanas “perfeitas”.

As fotografias tiradas antes e depois do filme comprovaram a impermeabilidade do produto e a L’Oréal provou o que tanto queria: o rímel da marca sobrevive a um adeus, a um naufrágio e a muitas, muitas lágrimas.

Investimos diariamente em artigos como este.
Precisamos do teu investimento para poder continuar.