Lembras-te do Ello? Agora tem uma app para iPhone


Ello, a rede social para a qual todos queriam convite no ano passado e que agora quase ninguém usa, tem agora uma app para telemóvel que ninguém vai querer instalar. Gratuita e iPhone-only, permite-te fazer aquilo que é esperado de uma app de uma rede social: consultar o feed, publicar e aceder ao perfil.

Uma versão Android e Windows vai chegar mais lá para o final do ano.

O Ello nunca descolou. Apesar do histerismo inicial, em Setembro do ano passado, a rede social não apresentava um factor suficientemente diferenciador que convencesse os internautas a juntarem-se à rede social. O Twitter está focado em conteúdo público e celebridades; o Instagram é um sítio para fotos, dos mais variados tipos; o Snapchat é sobre momentos, instantes e coisas que desaparecerem. E o Facebook é um gigante que tem tudo, incluindo 1,44 mil milhões de utilizadores.

Foi por não ser suficientemente diferenciador do Facebook que o Google+ não vingou e que o Ello não conquistou mercado. E, sim, ser ads-free não classifica o Ello como diferenciador. Quando alguém dá por si indeciso entre publicar no Ello para 5 amigos ou publicar no Facebook para toda a gente, a escolha parece óbvia.

Nos últimos meses, ainda assim, o Ello tem encontrado formas para justificar os 5,5 milhões de investimento que recebeu em 2014 – e está a fazer um bom trabalho nesse sentido. Hoje, o Ello já não é uma rede social só com texto; já podemos partilhar vídeos do YouTube e sons do Soundcloud, publicar imagens maiores, repostar conteúdo e também dar “love” a posts. Há ainda notificações e um separador para descobrir conteúdo interessante

O próximo passo poderá ser mensagens privadas, individuais e em grupo. O Ello não tem planos para introduzir anúncios. Espera fazer a monetização da plataforma permitindo os utilizadores vender coisas: eles vão poder postar artigos que queiram vender para que outros comprem.