O genérico de True Detective está qualquer coisa de extraordinário


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

Se no primeira temporada o genérico de abertura de True Detective já estava qualquer coisa de bom, nesta segunda temporada, que estreou esta semana, ele está qualquer coisa de extraordinário. Foi novamente realizado por Patrick Clair, director criativo da agência de design visual Antibody.

“Nevermind”, uma faixa retirada do mais recente álbum de estúdio de Leonard Cohen, Popular Problems, acompanha todo o genérico.

Quando à temporada em si, ainda está a aquecer motores, pelo que é cedo tirar conclusões. Aguardar uma review completa no Shifter.

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!