E o novo OS X chama-se… El Capitan


A Apple anunciou esta terça-feira a nova versão do OS X, que sucede ao Yosemite, anunciado no ano passado. O OS X El Capitan vai ser gratuito e vai chegar no Outono. Em Julho, existirá uma versão public beta.

A WWDC, a conferência da Apple para programadores, é palco para a apresentação dos seus sistemas operativos. A 26ª edição, que decorreu esta segunda-feira, não foi excepção e o primeiro software a ser mostrado ao mundo foi o OS X. Todos em sentido para receber o El Capitan!

Não, não é nenhuma piada. O novo sistema operativo da Apple não tem o nome de nenhum animal, nem de cidade, mas dá pelo nome de “El Capitan”, mesmo assim, em espanhol. As duas principais áreas de inovação passam pela experiência do utilizador e pela performance a lidar com várias tarefas.

Mail

Uma das primeiras novidades apresentadas diz respeito à app Mail. Vais poder deslizar para a esquerda para marcar um e-mail como lido ou para a direita para o mover para o lixo. A Apple melhorou outros aspectos do Mail, como o seu comportamento em full-screen (tal como no iOS, podes esconder o e-mail que estás a escrever para aceder à inbox) ou o adicionar rápido de eventos e contactos no Calendário e Contactos .

osxcapitan_mail

Safari

As melhorias demonstradas continuaram pelo browser Safari. Existe um novo ícone relativo ao som, algo útil para quem lida frequentemente com mais de 10 separadores ao mesmo tempo e não sabe de onde vem o som. Ao contrário do que acontece no Chrome, podes “calar” o áudio do separador ao clicar no ícone do som.

Fixar um site na barra do browser é agora tão fácil como arrastar o separador para a esquerda, ficando disponível um ícone do URL que pode ser aberto a partir de qualquer lado. Algo útil que já conhecíamos do Chrome.

osxcapitan_safari

Spotlight

A caixa de pesquisa do El Capitan ficou bastante mais inteligente. É possível colocá-la onde quiseres, adaptar o seu tamanho e os termos que pesquisas estão muito mais “humanos”. Por exemplo, podes pesquisar algo como “emails que ignorei do Phil no mês passado”, e o Sr. Capitão mostra-te todos os emails que recebeste do Phil mas que não respondeste.

Funciona quase como uma Siri por escrito. Craig Federighi, responsável pela apresentação do sistema operativo, experimentou o Spotlight em palco com outro termo – “documentos em que trabalhei em Junho” – e resultou na perfeição.

osxcapitan_spotlight

Split View

Apesar de uma das imagens de marca do OS X ser gerir várias janelas ao mesmo tempo, com o Split View vais poder focar-te em apenas 2 e em fullscreen. Basta colocares a app que estas a usar, em fullscreen e arrastares outra janela para cima e automaticamente ficas com o ecrã dividido em 2 para te poderes focar nessas duas apps, num desktop à parte.

osxcapitan_splitwindow

No que toca a optimização de recursos, o El Capitan é 1,4 vezes mais rápido a abrir aplicações do que o seu antecessor, o Yosemite. Uma das razões para isso deve-se ao Metal, a nova framework da Apple e que vem substituir o OpenGL, trazendo melhorias na ordem dos 40 %.

Há também pequenos tweaks que foram apresentados aqui e ali mas que se vão descobrindo à medida que se vai usando o software – por exemplo, quando “abanas” o rato no ecrã, provavelmente porque não sabes onde está o ponteiro, o software aumenta o tamanho do ponteiro para que o encontres mais facilmente.

O OS X El Capitan vai ficar disponível a partir de hoje para os programadores e para todos os utilizadores em Julho, ainda em versão beta. A versão final é divulgada no Outono de forma gratuita.