O Mercado da Ribeira vai ser replicado pela Time Out em Londres e Nova Iorque


 
O Shifter precisa de dinheiro para sobreviver.
Se achas importante o que fazemos, contribui aqui.

O conceito que a Time Out Portugal desenvolveu no Mercado da Ribeira, em Lisboa, vai ser replicado pela Time Out Group no mundo. A notícia é do jornal Expresso, que escreve que o processo está já em marcha e teve como primeiro passo a compra da maioria do capital da empresa portuguesa responsável pelo projeto lisboeta, a MC Mercados da Capital, detida pelos sócios da Time Out Portugal.

João Cepeda, director da revista portuguesa, vai coordenar a internacionalização do conceito do Mercado da Ribeira, depois de fechadas as negociações com o fundo Oakley Capital Investments, proprietário da Time Out Group.

Não foram revelados detalhes do negócio,  nomeadamente a percentagem da MC Mercados da Capital adquirida pelo Oakley Capital Investments e o montante envolvido na operação. Sabe-se apenas que João Cepeda assumirá o cargo de CEO da nova unidade de negócio da Time Out Group.

“O grupo acompanhou o processo do Mercado da Ribeira desde o início, viram o sucesso do conceito e no final do ano passado surgiu a primeira abordagem no sentido de tentar levar esta ideia mais longe”, contou João Cepeda ao Expresso, sem esconder o “grande orgulho” que sente por ver um projecto de “uma equipa pequena em Lisboa” despertar o interesse de um “fundo de grande dimensão como o Oakley”.

O conceito a desenvolver nas novas cidades “ainda está a ser definido”, mas o ponto de partida será o Mercado da Ribeira: recriar em espaços emblemáticos das cidades o que acontece nas mais de 30 edições internacionais da revista. “A ideia de food market já existe em todo o mundo, mas o objectivo é inovar pelo lado da curadoria na cultura, nos espetáculos ou na música, juntando isso às experiências de comida e bebida”, referiu.

Londres, cidade natal da revista Time Out, e Nova Iorque deverão ser as primeiras duas cidades a receber o conceito implementado em Lisboa. “Depois começaremos a implementar projetos por todo o mundo”, revelou João Cepeda. O trabalho de identificação de potenciais espaços em “locais emblemáticos” destas duas cidades “já está em andamento”, mas até à abertura ainda será necessário “pelo menos um ano e meio”, conforme antecipa Cepeda tendo por referência o projecto lisboeta.

Em aberto está também a definição da cidade onde ficará sediada esta nova área de negócio do Time Out Group. O CEO João Cepeda admite que gostaria que a operação ficasse centrada em Lisboa. “A capacidade que mostrámos em Portugal ao nível da curadoria, do design ou da arquitetura provam que temos uma qualidade igual ou superior a qualquer outro sítio. E até com preços mais baratos do que noutras cidades”, sustentou.

A exploração do Mercado da Ribeira foi atribuída pela Câmara de Lisboa à Time Out Portugal em 2010, no âmbito de um concurso público para concessionar o espaço. O Time Out Mercado da Ribeira abriu no ano passado, lê aqui a reportagem do Shifter.

Se não conseguirmos aumentar o número de patronos, a 2ª edição da revista será a última, e o Shifter como o conheces terminará no final de Dezembro. O teu apoio é fundamental!