Por pouco, o Facebook não mudou de cor


Esta sexta-feira, 27 de Junho, foi um dia histórico para os Estados Unidos. O Supremo Tribunal norte-americano determinou que o casamento gay é legal em todos os estados do país. Os juízes consideraram que a Constituição garante o direito igualitário a todos os cidadãos de contrair casamento e, como tal, a sua proibição a casais do mesmo sexo é contrária à lei. Assim, os 14 estados que não permitem o casamento gay terão de levantar essa proibição.

Na sexta-feira, ficou também provado que os Estados Unidos (ainda) dominam a internet. Não foram precisos muitos minutos para que os nossos feeds do Facebook e do Twitter fossem invadidos pela hashtag #LoveWins, por mensagens a saudar a decisão e por fotos de perfil coloridas. Foi um movimento que uniu pessoas, a Casa Branca, os media e as marcas.

Tim Cook: “ganhou a igualdade, a perseverança e o amor”

O CEO da Apple, que em Outubro do ano passado afirmou perante todo o mundo o seu orgulho em ser gay, disse no Twitter que “ganhou a igualdade, a perseverança e o amor”:

O Facebook e as fotos de perfil coloridas

“O nosso país foi fundado na promessa de que todas as pessoas são tratas como iguais, e hoje démos um novo passo para cumprir esta promessa”, escreveu Mark Zuckerberg no seu perfil. O CEO do Facebook aproveitou a ocasião para divulgar um mapa que ilustra a evolução da comunidade LGBT na rede social, desde 2008 até hoje:

Zuckerberg personalizou a sua foto de perfil com as cores LGBT, criando um movimento na rede social que se alastrou pela rede social. Através de uma ferramenta, qualquer utilizador pode também colocar o filtro colorido LGBT na sua foto de perfil, mostrando assim o seu apoio à decisão do Supremo Tribunal norte-americano.

lovewins_02

Apesar de o casamento gay estar legalizado em Portugal desde 2010, muitos utilizadores portugueses mudaram a sua foto de perfil através da ferramenta do Facebook.

Ainda antes de Zuckerberg iniciar o movimento de mudança das fotos de perfil, muitas marcas e media já tinham dado cor à sua presença no Facebook e também no Twitter.

lovewins_03

lovewins_04

No Facebook, a Yahoo também seguiu a onda colorida LGBT, alterando a sua foto de perfil, mas o mais notável nessa mudança foi a resposta que o seu apoio ao cliente deu a um seguidor, que ameaçou apagar a sua conta:

lovewins_05

As reacções da Google e a Uber

A Google decorou os resultados de pesquisa de assuntos relacionados com o casamento gay. Por exemplo, se escreveres “marriage equality” no google.com, vais encontrar isto:

lovewins_06

A Google fez também estes dois tweets:

Já a Uber é capaz de levar o troféu de melhor reacção. Os utilizadores que usarem a app nos Estados Unidos vão encontrar um pequeno arco-íris nos carros.

lovewins_07

Vê ainda estes dois tweets da empresa:

Outras marcas

Da Coca-Cola à VISA, sem esquecer Game Of Thrones. Quase todas as marcas reagiram no Twitter à legalização do casamento gay na Constituição norte-americana: